Idosos acima de 75 anos não serão mais vacinados na primeira fase

Compartilhar

O plano de vacinação nacional contra a Covid-19 sofreu alterações e os idosos com mais de 75 anos não farão mais parte da primeira fase de imunização. Agora, somente profissionais de saúde, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência vivendo em instituições e indígenas aldeados receberão a 1ª dose da CoronaVac.

Nesta segunda-feira (18/01), o Instituto Butantan enviou 6 milhões de doses, que foram aprovadas pela Anvisa, aos estados brasileiros e ao Distrito Federal.

A mudança feita pelo Ministério da Saúde, retirou os idosos com mais de 75 anos que antes estavam incluídos na primeira fase do plano de imunização.

Assim que mais doses forem disponibilizadas, outros grupos prioritários serão vacinados.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ressaltou que o restante da população não deve procurar postos de saúde. O objetivo é evitar aglomerações e filas desnecessárias.

“Os grupos prioritários são mais controlados. No caso da população indígena, vamos até as aldeias. Para as pessoas institucionalizadas, vamos até eles também. Por isso, nesta primeira fase, não há porque termos filas ou aglomeração em postos”, disse o ministro.

O comunicado técnico orienta que estados e municípios vacinem os trabalhadores que atuam em instituições de saúde.

“Para otimizar o tempo e não perder oportunidades, ao vacinar os idosos e as pessoas com deficiência institucionalizados é importante também incluir os trabalhadores de saúde que fazem parte do corpo técnico dessas instituições”, diz o texto.

VACINA DA ÍNDIA

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, culpou o “fuso horário” pela dificuldade de negociação com a Índia para a importação de 2 milhões de doses da vacina da Oxford/AstraZeneca.

Segundo o ministro, não há data confirmada para envio das vacinas da Índia.

 

Fonte: Estado de Minas
Faça seu comentário usando o Facebook