Incêndio na MG-050 mobiliza Bombeiros de São Sebastião do Paraíso

Compartilhar

O 2º Pelotão de Bombeiros Militares em São Sebastião do Paraíso foi acionado neste final de semana, para controlar um incêndio às margens da Rodovia MG-050, próximo ao trevo de acesso à Pratápolis. Segundo os bombeiros, o autor é um rapaz de 26 anos natural de Franca, mas reside em São Sebastião do Paraíso.

O fato foi presenciado por usuários da rodovia, que informaram que havia um indivíduo trajando camiseta vermelha colocando fogo na vegetação às margens da MG-050. Situação também foi presenciada por um funcionário da Concessionária Nascente das Gerais, responsável pela manutenção e reparo da via, que acionou o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária.

Chegando ao local, o suspeito foi localizado nas proximidades do km-391, e portava uma caixa de fósforos e combustível. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o suspeito apresentava sinais de ter ingerido bebida alcoólica e confessou ter ateado fogo em vários locais da rodovia.

Bombeiros começaram a trabalhar no combate ao incêndio. Foram aproximadamente duas horas de trabalho para extinguir os focos de incêndio às margens da rodovia, tendo sido queimada uma área de aproximadamente quinze mil metros quadrados.

De acordo com balanço do Corpo de Bombeiros, somente em julho foram atendidas 78 ocorrências de incêndio, sendo três em residência, 10 em lixo e entulhos, dois em veículos, 20 em área rural e 43 em lotes vagos no perímetro urbano.

Conforme a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros, os focos principais de incêndio continuam sendo em área urbana, porém em relação aos meses anteriores houve um aumento em áreas rurais e rodovias. Bombeiros lembram que incêndios em áreas rurais podem ser mais facilmente evitados e controlados com medidas preventivas, entre elas o produtor rural adotar em sua propriedade a construção e manutenção de aceiros, evitando assim a continuidade do incêndio e propagação para outras propriedades rurais.

Nas rodovias os usuários não devem jogar “bitucas” de cigarro, que em tempos de clima seco pode facilmente provocar incêndios, prejudicando a visibilidade das vias e colocando a vida dos condutores em risco. Quem presenciar alguém provocando incêndio deverá solicitar a lavratura de um boletim de ocorrência policial pelo crime ambiental de incêndio.

 

 

Fonte: Jornal do Sudoeste

Faça seu comentário usando o Facebook