Infectologista pede suspensão de despejo de acampamento no Sul de MG

Compartilhar
O infectologista Unaí Tupinambás, que integra o  comitê de enfrentamento à covid-19 de Belo Horizonte  é mais um a pedir a suspensão do despejo do acampamento Quilombo Campo Grande, em Campo do Meio, no Sul de Minas Gerais. A ação de reintegração de posse começou na quarta-feira.
“É um absurdo esta ação no meio da pandemia da COVID-19, colocando não só em risco as mais de 400 famílias que estavam em isolamento protetivo, mas toda a comunidade do Sul de Minas, bem como todos os agentes envolvidos nessa ação. Este ato vai contra todas as normas sanitárias de isolamento para enfrentamento da COVID”, comentou.
Também nesta manhã, o  MST fechou as duas pistas da BR- 116,em frente ao Assentamento Oziel Alves Pereira, em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. A manifestação aconteceu como forma de protestar contra a ordem de despejo em Campo do Meio.
Por volta de 7h, vários integrantes da entidade fizeram uma barreira com pneus velhos e galhos de árvore que foram incendiados para impedir o trânsito. A paralisação durou aproximadamente duas horas e provocou longas filas de caminhões na rodovia, nos dois sentidos. As pistas só foram liberadas com a chegada da Polícia Militar (PM), Bombeiros e Polícia Rodoviária Federal (PRF).
Fonte: Estado de Minas
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com