Mais de 360 munições e duas armas de fogo são apreendidas em Alfenas

Compartilhar

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) durante cumprimento de mandado de busca domiciliar, nesta quarta-feira, 03, em Alfenas, Sul do estado, realizou a apreensão de duas armas de fogo e 365 munições de calibres diversos. A intervenção policial aconteceu em decorrência de uma investigação de violência doméstica. O investigado, de 28 anos, foi preso em flagrante.

O trabalho investigativo começou após a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Alfenas receber denúncia da prática de crime de ameaça pelo suspeito contra a ex-companheira dele. Conforme relatado à equipe, o homem estaria proferindo ameaças de morte, tendo, inclusive, enviado uma fotografia de uma arma para a vítima. Diante das circunstâncias, a PCMG representou à Justiça pelo mandado de busca e apreensão.

Os materiais localizados pela equipe estavam no quarto do investigado, o qual assumiu a propriedade dos bens. Após a realização de exame pericial, ficou constatado que uma das armas continha número de série raspado. O suspeito foi autuado em flagrante pela prática dos crimes de posse irregular de arma de fogo e munições de uso permitido e posse irregular de arma de fogo de uso restrito, em concurso formal.

Finalizado o procedimento na delegacia, o investigado foi encaminhado ao sistema prisional.

Denúncia

A Polícia Civil orienta que todo tipo de violência doméstica e familiar contra a mulher seja denunciado. O registro de ocorrência pode ser feito na unidade policial mais próxima ou, ainda, sem sair de casa, pela Delegacia Virtual (https://delegaciavirtual.sids.mg.gov.br), nos casos de ameaça, vias de fato/lesão corporal e descumprimento de medidas protetivas. Por meio da plataforma digital, as vítimas ainda podem solicitar a medida protetiva enquanto estiverem fazendo o registro. Denúncias também são recebidas pelo Ligue 180.

Também é aliado no enfrentamento da violência doméstica, o aplicativo MG Mulher. O app permite à usuária criar uma rede de contatos, que pode ser acionada em situação de perigo. Dessa forma, familiares e amigos podem ajudá-la ou acionar a polícia em caso de pedido de socorro. O aplicativo ainda reúne endereços e telefones de unidades policiais mais próximas, bem como instituições de apoio, além de diversos conteúdos sobre o tema.

Fonte: ASCOM-PCMG
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com