MEC propõe 3 novas datas para o Enem e pode ser aplicado em maio de 2021

Compartilhar

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, vão poder escolher, de forma voluntária, o período de aplicação das provas. Entre os dias 20 e 30 de junho, os inscritos terão três opções de datas para votar, entre os meses de dezembro deste ano, janeiro ou maio de 2021, considerando o adiamento das provas em 30, 60 ou 180 dias das datas previstas em edital.

O adiamento das provas do Enem foi determinado pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Leia também: Prazo para pagamento da taxa de inscrição termina nesta quarta

Durante o período da enquete, os inscritos deverão acessar a Página do Participante (enem.inep.gov.br), com CPF e senha utilizados no cadastro do portal único do governo federal, o gov.br, e indicar um dos períodos:

Possíveis períodos para data de aplicação do Enem:

Primeira opção

Enem impresso: 6 e 13 de dezembro de 2020

Enem Digital: 10 e 17 de janeiro de 2021

Segunda opção

Enem impresso: 10 e 17 de janeiro de 2021

Enem Digital: 24 e 31 de janeiro de 2021

Terceira opção

Enem impresso: 2 e 9 de maio de 2021

Enem Digital: 16 e 23 de maio de 2021

Mudanças

O Enem impresso estava previsto para os dias 1º e 8 de novembro, e o digital, para 22 e 29 do mesmo mês.

Principal porta de entrada para cursos do ensino superior, em universidades públicas e privadas, o Enem deste ano contou com mais de 6 milhões de inscritos, sendo que a maioria, 65% indicou que já havia concluído o ensino médio em anos anteriores. Outros 23% estão no terceiro ano e 12% são “treineiros”, estudantes que fazem a prova para testar conhecimentos.

 

Fonte: O Tempo
Faça seu comentário usando o Facebook