Minas deve ter redução de casos de coronavírus nos próximos 15 dias, estima SES

Compartilhar

Minas Gerais deve começar a ter reduzidos os casos de coronavírus.  A estimativa foi dada pelo secretário estadual de saúde, Carlos Eduardo Amaral, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (27). O gestor da pasta disse que a partir de meados de agosto a curva da infecção no Estado tende a sair do platô no alto – uma estabilização de casos, que ainda são muitos –  para uma queda em si.

“Tudo leva a crer que nós estamos no nível que é um nível de ocupação de leitos que seria talvez o máximo que nós venhamos a ter. Então, há uma tendência natural que isso comece a reduzir a medida que o tempo passe nós estamos trabalhando com universo de tempo por volta de 15 dias. Isso não é uma matemática exata porque tem vários fatores associados e vinculados”, explicou Amaral.

Segundo o secretário, a taxa média de ocupação de leitos de UTI no Estado é de 68%, sendo 78% nas regiões com mais casos.  Os de enfermaria, por sua vez, tem essa mesma ocupação em 58%. “Isso vem se mantendo há 10 dias, então, nós entendemos que estamos saindo do platô, mas aquém do que seria aquele pico, e  que isso (curva epidemiológica) só vai começar a baixar a medida que houver o aumento da imunidade da população, que nós entendemos que talvez comece nos próximos 15 dias ainda”, reforçou Amaral.

Controle de surtos

Minas Gerais tem 327 surtos de coronavírus em 164 municípios. As contas são da própria Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG). As infecções, segundo informou o gestor da pasta, são pontuais e estão controladas, não causando a contaminação de grandes contingentes populacionais. “De uma forma geral todos os suros até agora eles têm eles tiveram comportamentos de ficarem restritos. Nós não vimos surtos que efetivamente ampliaram muito a transmissão na cidade, mas naturalmente quando nós vemos o número de casos aumentar em algumas cidades é devido ao surto”, explicou Amaral.

Fonte: O Tempo
Faça seu comentário usando o Facebook