Minas é destaque em rankings nacionais de transparência da Covid-19

Compartilhar

A Transparência Internacional – Brasil (TI) divulgou, nesta segunda-feira (29), a 2ª rodada do “Ranking Transparência no Combate à #Covid-19”. Com 94,9 pontos, a transparência das contratações emergenciais no período da pandemia foi classificada como “ótimo”, o melhor conceito do ranking, e subiu para a 5ª posição.

“Os dados mostram o esforço e o compromisso do Estado na transparência e qualidade dos seus processos, que visam oferecer serviços de qualidade para o cidadão”, destacou o governador Romeu Zema.

Frentes de transparência

Há, atualmente, dois rankings nacionais que avaliam a transparência dos dados sobre a covid-19. O da Transparência Internacional avalia a adequação e transparência das informações relativas às contratações emergenciais por parte dos governos dos estados e capitais brasileiras. Já o ranking da Open Knowledge Brasil (OKBR), cuja primeira rodada aconteceu no dia 3 de abril deste ano, avalia os dados epidemiológicos da infecção. Minas mantém-se há cinco semanas com 100% da pontuação nesse ranking.

“Minas conquistou excelente aproveitamento tanto no ranking da Transparência Internacional quanto da OKBR. Isso demostra o esforço de transparência em todas as frentes possíveis, uma epidemiológica, sobre dados da doença, e outra de transparência nas compras e aquisições emergenciais, que são realizadas em período de muita excepcionalidade”, explica o controlador-geral do Estado, Rodrigo Fontenelle.

Dados abertos

Em relação à 1ª rodada do ranking da TI, Minas subiu 33 pontos, o que foi possível com a ampliação da oferta de dados abertos referentes à pandemia no estado, além de divulgação mais clara e assertiva sobre os canais de consulta a esses dados.

 

Faça seu comentário usando o Facebook