Onda Sul FM

Minas Gerais não atinge meta de vacinação

Minas Gerais ainda precisa vacinar cerca de 2,3 milhões de pessoas do total do público elegível para atingir a meta de 90% na Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza.

A cobertura vacinal no Estado está em 64,85%, ou seja, 3.682.815 doses foram aplicadas. Crianças e gestantes, historicamente, são os públicos que menos procuram a vacina. Entre esses grupos, a cobertura atual é de 60%.
Segundo a coordenadora estadual de Imunizações, Josianne Dias Gusmão, a vacina é segura e tem se mostrado eficaz na redução de internações, complicações e óbitos causados pelo vírus da influenza. “A vacinação é fundamental como estratégia de prevenção contra a gripe. E, mesmo quem se vacinou no ano passado, deve se vacinar neste ano. Isso porque o vírus influenza muda constantemente e requer uma reformulação da vacina a cada ano. Ou seja, as vacinas que foram distribuídas na campanha de 2018 não são as mesmas de 2019”, disse. No Estado, cerca de quatro mil postos de vacinação estão à disposição da população.

Influenza

Em Minas Gerais, até a última sexta-feira, 17, foram notificados 945 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG hospitalizado).

Sendo que 139 (14,7%) com amostras já processadas. Do total de casos notificados com amostras já processadas, 39 foram confirmados por SRAG por Influenza (28,1 %). E em casos (71,9%) para outros vírus respiratórios do total de casos com investigação laboratorial.
Dos casos confirmados por influenza, predominou, com 97,4%, o influenza A (38/39), precedido da ocorrência do influenza B, com 2,6% (1/39). Entre os vírus A, o subtipo identificado com 86,8% foi o influenza A (H1N1) pdm09 (33/38); 10,5% são de influenza A não subtipado (4/38) e 2,6% são de influenza A não subtipável (1/38).
Além disso, em relação aos casos dos casos notificados. Dos 91 óbitos, 11 apresentaram associação a vírus respiratórios, o que corresponde a 12,1% (11/91). Das onze mortes por vírus respiratórios, uma (9,1%) foi ocasionada pelo influenza A (H1N1) pdm09 no município de Belo Horizonte e uma (9,1%) pelo influenza. A não subtipado no município de Juiz de Fora e outras nove (81,8%) associadas a outros vírus respiratórios. Os óbitos associados a outros vírus respiratórios ocorreram nos municípios de Belo Horizonte (cinco), Uberlândia (um), Governador Valadares (um), Diamantina (um) e Distrito Federal (um).
Via Folha Da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat