MINAS GERAIS | Uma em cada cinco pessoas não completa esquema vacinal

Compartilhar

Em foco durante a campanha de vacinação contra a Covid-19, o alcance da segunda dose de imunizantes é um desafio de longa data no Brasil, segundo alertam especialistas. Em Minas Gerais, a taxa de abandono de vacinas que necessitam de mais de uma aplicação, ou seja, o número de quem não completou o esquema vacinal, chegou a quase 20,5% em 2020, acima da média nacional de 18,5%. Ela já estava em um patamar considerado elevado pelo menos desde 2015, quando atingia 18,2%, segundo dados do Ministério da Saúde. Por trás do número, na perspectiva de pesquisadores que atuam com vacinação, está a falta de informações claras sobre a necessidade de se vacinar.

“Sempre tivemos uma excelente cobertura vacinal, mas, de 2015 para cá, observamos uma queda dela por vários fatores. Um deles é um fenômeno internacional chamado ‘hesitação em vacinar’. Fake news e movimento ‘antivacinismo’ fazem parte disso, mas não são os principais fatores. O que mais faz os brasileiros confiarem ou não na vacinação é a confiança nas autoridades e nos profissionais da saúde. Quando falamos em hesitação, pode ser tanto em não se vacinar quanto em atrasar a vacina ou perder a segunda dose”, pontua a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e membro do Grupo Consultivo da Vaccine Safety Net da Organização Mundial da Saúde (OMS) Isabella Ballalai.

 

Fonte: O Tempo

Faça seu comentário usando o Facebook
Qual sua reação sobre o post!?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Menu
Right Menu Icon