Minas registra 2,4 mil mortes e passa dos 110 mil casos de COVID-19

Compartilhar

Minas Gerais tem mais de 110 mil casos confirmados de coronavírus. É o que aponta o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES/MG) deste sábado, que registrou 3.281 notificações da doença nas últimas 24 horas, totalizando 110.093 pessoas infectadas. Ao todo, 2.404 vidas foram perdidas pela COVID-19, sendo 89 notificações de óbitos no período de um dia.

Ao todo, 370 municípios mineiros registram pelo menos uma morte por COVID-19. O boletim também aponta 123 óbitos em investigação. Já o número de cidades com ao menos um caso confirmado de coronavírus está em 792, o que corresponde a 92,84% do território estadual. O estado também informou que 82.447 pessoas já se recuperaram da doença.

A taxa de letalidade em Minas está em 2,1%. A maior parte das vidas perdidas por COVID-19 no estado foram de homens, com 58% (1.385 mortes). Dos 2.404 óbitos, 1.834 (76,28%) foram de pessoas que tinham acima de 60 anos de idade. A média de idade das vítimas é de 69 anos. O boletim ainda aponta que 83% dos óbitos a pessoa apresentava ao menos uma comorbidade.

Belo Horizonte foi o município que mais registrou mortes no boletim deste sábado, com 29 vidas perdidas. Também aparecem na lista de cidades que mais registraram óbitos: Ipatinga (8); Betim (7); Timóteo (5); Uberlândia (4); Alfenas (3); Ponte Nova (2); Uberaba (2); Coromandel (2); Três Corações (2); Unaí (2) e Montes Claros (2).

Outras localidades que tiveram óbito registrado foram: Rio Casca; Raul Soares; Santo Antônio do Jacinto; Divisópolis; Coronel Fabriciano; Periquito; Bugre; Dom Cavati; Congonhas; São Tiago; São João Del Rei; Cambuí; Borda da Mata; Abadia dos Dourados; Campestre; Santa Bárbara; Paracatu; Ibirité; Santa Luzia e Datas.

 

 

Fonte: Estado de Minas

Faça seu comentário usando o Facebook