Ministério da Saúde comenta busca de brasileiros que estão em Wuhan

Compartilhar

A definição da base militar destinada a receber os brasileiros que estão vindo de Wuhan, epicentro do coronavírus, foi definida na segunda-feira (3), pelo governo brasileiro. As autoridades também vão enviar ao Congresso, o projeto de lei sobre o período de quarentena que essas pessoas deverão ser submetidas após a chegada.

As decisões foram acertadas em reunião do Grupo Interministerial, que aconteceu na manhã de hoje. O grupo foi criado na última semana para tratar das consequências da propagação do novo vírus no Brasil.

Após a reunião, que ocorreu no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou em entrevista coletiva, que mesmo sem casos confirmados de infectados por coronavírus, o Brasil vai reconhecer estado de emergência em saúde pública.

Ainda na coletiva, Mandetta garantiu o apoio as pessoas que serão trazidas para o Brasil e que passarão pela quarentena. “Precisamos garantir apoio médico, social, psicológico e tudo aquilo que influencia quando você deixa a pessoa em quarentena”, ressaltou. Ele também confirmou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, estão trabalhando juntos, acelerando a eventual MP (medida provisória).

Medida Provisória

A MP foi definida na reunião e será enviada ao Congresso Nacional para consolidar a legislação referente a quarentena que será aplicada aos que retornarão de Wuhan.

A medida é ativada assim que for publicada no Diário Oficial da União, mas, para não perder a validade, precisa ser aprovada em 120 dias, pela Câmera e Senado.

Quarentena

O ministro declarou que o local da quarentena ainda não foi definido pelo governo. Ainda assim, Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, citou opções nas cidades de Anápolis (GO), Florianópolis (SC), ou alguma outra na região Nordeste do país.

Para a observação e exames, foram definidos 18 dias de quarentena para os brasileiros que estão na China. Todos deverão ficar em alojamentos individuais.

Fonte: Portal Amirt
Faça seu comentário usando o Facebook