Onda Sul FM

Morte repentina de cães e gatos preocupam moradores de Carmo do Rio Claro

Ultimamente, uma suposta onda de envenenamento a cães e gatos têm sido discutido por moradores de Carmo do Rio Claro que, indignados vão até as redes sociais para manifestar o seu descontentamento com o ocorrido. Dia após dia, um post com a imagem de um animal é publicado nas redes sociais e a causa é sempre a mesma, segundo os donos dos animais, veneno.

Seja na cidade ou na zona rural os casos aumentam cada dia mais e o sofrimento é mútuo, tanto do dono em ver seu animal sem vida, quanto do pet que agoniza até a morte.

De acordo com veterinário José Joaquim da Silva, o “Zé Pequeno”, as causas devem ser estudadas antes de afirmarem que seja envenenamento. O procedimento, segundo ele, é comunicar o veterinário ou a clínica veterinária para colher o material, levar a biópsia e assim ter o resultado se de fato foi envenenamento ou não.

Outro esclarecimento dado pelo veterinário é que na maioria dos casos as pessoas confundem intoxicação, cinomose entre outros problemas com o envenenamento.

O Portal Onda Sul também procurou Terezinha, uma das responsáveis pela Associação São Francisco (ASF), de Carmo do Rio Claro. De acordo com ela, nenhuma dessas ocorrências foram atendidas pela entidade. Além disso, Terezinha pontuou que os sintomas da cinomose que são: secreções oculares, secreções nasais, convulsões, paralisia tique nervoso, falta de coordenação entre outros… São parecidos com os sintomas de envenenamento e por isso as pessoas confundem. A preocupação, segundo ela, é caso haja registros de morte em gatos, sendo que a cinomose não afeta os gatos.

Foto: Reprodução Redes Sociais
Foto: Acervo Pessoal
Foto: Acervo pessoal

 

 

 

 

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA