Municípios da região de Passos entra na Onda Amarela

Compartilhar

Os municípios que compõem as microrregiões de Passos, Piumhi e São Sebastião do Paraíso retornam, neste sábado, 6, à Onda Amarela do Minas Consciente, programa do governo estadual para a retomada da economia. Conforme o Comitê Extraordinário Covid-19, a etapa é válida por uma semana e leva em consideração as cidades com realidades semelhantes.

Nesta quinta-feira, duas das três maiores cidades da região registraram novos óbitos por Covid-19. Passos teve mais duas mortes e atingiu 63 óbitos e 3.213 casos da doença. Paraíso registrou uma morte, chegando a 81 óbitos, e 2.521casos. Piumhi tem 31 mortes e 1.396 confirmações de infecção pelo novo coronavírus.

Em nome das prefeituras da região, a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) aponta que, mesmo com a flexibilização, é fundamental que as pessoas sigam as medidas sanitárias para evitar os riscos de infecção pelo novo coronavírus.

“Retornar à Onda Amarela do plano Minas Consciente é um privilégio, porém, devemos nos atentar às recomendações que visam a segurança da população, e que têm como objetivo evitar um novo pico da doença. Com a proximidade do Carnaval, a nossa recomendação expressa é que sejam abdicadas as aglomerações. Tivemos, no mês de janeiro, um número recorde de internações em UTI, em leitos de enfermaria e também de óbitos, devido, principalmente, às festas de final de ano. Portanto, se quisermos uma região mais segura, temos que fazer a nossa parte”, informa a Ameg.

A associação indicou também que medidas restritivas estabelecidas nas últimas semanas foram responsáveis pela volta à onda amarela.

“Os decretos que determinaram maiores limitações foram cruciais para que as microrregiões saíssem da Onda Vermelha. É importante que os índices sejam constantemente atualizados e, principalmente, observados, para que as ações sejam tomadas de acordo com a realidade local, sempre”, aponta a associação.

Uma vez que a macrorregião permanece na onda vermelha e as microrregiões passam à onda amarela, caberá ao prefeito de cada município escolher qual das duas recomendações seguir. Caso o chefe do Executivo opte pela onda amarela, o limite de ocupação em hotéis, atrativos culturais ou naturais é estendido a 75%; o máximo de pessoas por evento é de 100 participantes; e a capacidade de pessoas dentro de estabelecimentos passa a considerar o espaço de quatro metros quadrados.

Conforme o Painel de Monitoramento dos Casos de Covid-19, atualizado na quinta-feira, 4, pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), além de Passos, fazem parte de sua microrregião os municípios de Itaú de Minas, Nova Resende, São João Batista do Glória, Alpinópolis, São José da Barra, Carmo do Rio Claro, Bom Jesus da Penha e Fortaleza de Minas. Juntas, as cidades somam 5,6 mil casos de covid-19 confirmados e 100 óbitos.

A microrregião de Piumhi também compreende os municípios de Capitólio, Guapé, Pimenta, Doresópolis, São Roque de Minas e Vargem Bonita, que somam 2,2 mil casos confirmados e 43 óbitos em decorrência de infecção pelo novo coronavírus. Na microrregião de São Sebastião do Paraíso estão Itamogi, Jacuí, Monte Santo de Minas, Pratápolis e São Tomás de Aquino, que compreendem 3,8 mil infecções pela Covid-19 e 137 mortes.

Fonte: Folha da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook