Nível do Lago de Furnas em fevereiro se aproxima de anos de ‘seca extrema’

Compartilhar

Reservatório está com 33% de seu volume útil devido às chuvas, que foram insatisfatórias nos últimos meses.

O nível do Lago de Furnas registrado neste mês só não é menor do que os níveis de 2001 e 2015 no mesmo período. A chuva não tem sido suficiente para que o lago possa recuperar o nível. Em alguns pontos da represa, o cenário ainda é de seca, totalmente sem água.

Hoje o nível é de 756 metros, o que representa 33% do volume útil da represa ou seja, 1/3 do que cabe de água no reservatório. Nos anos de 2001 e 2015, que ficaram marcados pela seca no lago, os níveis estavam em 755,9 e 753,7 metros.

Já no mesmo período do ano passado, o nível estava bem melhor: 760,5, quatro metros a mais. Isso representava 58,33% do que a represa consegue armazenar. Já em agosto, o reservatório chegou a ficar com apenas 29,26% de seu volume útil.

Segundo o Instituto Somar Meteorologia, a chuva na região tem sido insatisfatória para encher os reservatórios. Só em Varginha, por exemplo, a média esperada de chuva era de 265,5 milímetros, mas choveu apenas 177,8.

Neste mês de fevereiro, são esperados 204,8 milímetros, mas até agora, metade do mês, choveu apenas 12,8 metros.

 

Via G1SuldeMinas
Faça seu comentário usando o Facebook