Núcleo de Empreendedorismo Juvenil do Sebrae celebra 10 anos

Compartilhar

O Núcleo de Empreendedorismo Juvenil (NEJ), projeto social da Escola do Sebrae, completa, neste ano, 10 anos de funcionamento, com mais de 2 mil alunos formados. O projeto, fundado em 2010, oferece formação empreendedora para jovens da rede pública de ensino, por meio do curso técnico em Administração, com ênfase em gestão de negócios. Com duração de um ano e totalmente gratuito, o curso funciona no Plug Minas – Centro de Formação e Experimentação Digital do Governo do Estado. Por ano, são ofertadas 330 vagas para os turnos manhã e tarde.

O Núcleo nasceu com a proposta de formar jovens na área de gestão de empresas, desenvolvendo capacidades empreendedoras e conhecimentos de administração. Mas, muito além de oferecer uma formação técnica, na Escola do Sebrae NEJ os estudantes percebem como a educação empreendedora pode ser transformadora em todos os âmbitos da vida.

“É um projeto de grande impacto na vida dos jovens, na medida em que oferece oportunidade para que eles se desenvolvam em todas as esferas. Muitos chegam ao curso desmotivados, sem perspectiva e, ao formarem, se tornam cidadãos empreendedores e protagonistas, confiantes do potencial que carregam”, destaca a gerente da unidade de Educação e Empreendedorismo, Fabiana Pinho.

Para ingressar no curso, o jovem precisa ter idade entre 17 e 30 anos, estar cursando o 3º ano ou ter concluído o ensino médio na rede pública. Os alunos recebem uniforme, material didático, alimentação e vale transporte. Ao longo do curso, com duração de um ano, passam por uma trilha de projetos de empreendedorismo e gestão, seguindo uma metodologia inovadora que alia teoria e prática. Os projetos permitem que o aluno conheça na prática o mundo empresarial e seus desafios, vivencie o dia a dia de negócios reais e até realize a gestão de uma empresa de forma simulada. Ao fim do curso, o estudante desenvolve uma ideia de negócio real, por meio da elaboração de um plano de negócios.

O curso permite ainda que o aluno atue em projetos de empreendedorismo social, desenvolvendo ações e gerando melhorias efetivas junto à comunidade. “Percebemos que a noção de empreendedorismo se desenvolve muito ligada a um propósito, a um desejo de que as ações promovam um significado na vida do aluno e da comunidade onde vive. Esses jovens já vêm de uma realidade que os obrigou a correr atrás desde cedo para realizar seus sonhos. Então, as oportunidades que chegam são abraçadas com um ímpeto muito forte”, ressalta Fabiana.

O diretor superintendente do Sebrae-MG, Afonso Maria Rocha, destaca que a Escola do Sebrae NEJ é um projeto de grande importância na medida em que impacta a vida do jovem e gera desenvolvimento para toda a sociedade. “Acreditamos que o futuro deste país se passa pela educação, particularmente na bandeira do Sebrae que é a educação empreendedora. Daqui saem jovens proativos, críticos e autônomos, capazes de superar os desafios ao seu redor. A educação empreendedora é uma poderosa ferramenta de transformação para o estudante e toda a sociedade”, destaca.

Evento 10 anos Escola do Sebrae NEJ

Para celebrar os 10 anos da Escola do Sebrae NEJ, será realizado, nos dias 24 e 25 de novembro, um evento on-line, destinado a alunos, ex-alunos, educadores e toda a comunidade. O evento terá apresentações de talentos e palestras com a jornalista Aline Aguiar, apresentadora do MGTV da Rede Globo; Tábata Poline, jornalista do programa Rolê das Gerais; e com o rapper e compositor brasileiro Emicida.
No hotsite “NEJ 10 anos”, o público poderá se conectar, ampliar sua rede de contatos e conhecer projetos e cases de sucesso do NEJ. As inscrições gratuitas para o evento devem ser realizadas pelo hotsite, clicando aqui.

Metodologia inovadora

O Núcleo de Empreendedorismo Juvenil (NEJ) segue a metodologia da Escola do Sebrae, que une o Ensino Médio ao curso técnico em Administração. Em 2019, a Escola completou 25 anos. A metodologia foi inspirada em um modelo austríaco de educação empreendedora, adaptado para a realidade brasileira.

O sucesso da metodologia e os resultados expressivos do projeto fizeram com que o NEJ se expandisse para outras cidades. Montes Claros e Belo Oriente, no interior de Minas, e Salvador, na Bahia, já receberam unidades do projeto. Atualmente, Nova Lima tem uma unidade em funcionamento e, para 2021, novas unidades estão previstas para serem inauguradas em Ibirité, na região metropolitana, e em Uberaba, no triângulo mineiro.

Faça seu comentário usando o Facebook