Número de famílias endividadas no Brasil cresce com o desenvolvimento da pandemia

Compartilhar

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o número de famílias endividadas aumentou. Em junho, foi constatado o recorde histórico, com 67,1%, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, realizada pela Confederação Nacional do Comércio, que faz o levantamento desde 2010.

Os dados ainda revelam que em maio o índice de famílias com dívidas no cartão de crédito, empréstimo pessoal, carnê, cheque pré-datado, cheque especial, carnê de loja, prestação de carro e seguro era de 66,5%, enquanto em junho de 2019 estava em 64%.

No mês de junho, o índice de famílias com dívidas ou contas em atraso chegou a 25,4% , o maior nível desde 2017.

O estudo inda aponta que o índice de famílias que não têm condições de realizar o pagamento das contas em atraso chegou a 11,6%.

Faça seu comentário usando o Facebook