Padre pede prudência em movimento católico quer volta das missas

Compartilhar

No auge da pandemia do novo coronavírus, grupos que se identificam como católicos estão usando as redes sociais para pedir a volta das missas nas igrejas. As celebrações presenciais estão suspensas desde o início de março, em atendimento às regras de isolamento social editadas pelo Ministério da Saúde e acatadas pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Um dos grupos usou a página Sou Católico Brasil para angariar assinaturas em uma petição dirigida aos “bispos do Brasil”, pedindo a volta das celebrações. “O que pode ser mais essencial para nós? Por favor, devolvam-nos as santas missas”, dizem os jovens em vídeo. A mobilização teria se iniciado no dia 19 de abril, na Áustria, espalhando-se pelo mundo. Manifestações semelhantes acontecem no Reino Unido, Canadá e Estados Unidos. Os jovens se dizem dispostos a arrecadar máscaras, produtos de higiene e luvas e permanecer nas portas dos templos para assegurar que os fiéis guardem distância entre si. “Limparemos os bancos, faremos que as igrejas sejam mais seguras do que supermercado.”

O padre Junior Vasconcelos do Amaral, da Paróquia de Nossa Senhora do Guadalupe, em Belo Horizonte (MG), reagiu, pedindo prudência aos fiéis. “Não repliquem tais notícias tendenciosas, sem antes refletir as circunstâncias atuais que estamos vivendo. A vida é dom de Deus e merece ser preservada”, postou na internet.

 

Fonte: ISTOÉ

Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com