Pai de bebê encontrado morto durante o carnaval é indiciado em Poços de Caldas

Compartilhar

A Polícia Civil de Poços de Caldas indiciou pelo crime de abandono de incapaz qualificado o padeiro de 25 anos, pai de um bebê de 3 meses que morreu durante o carnaval. Ele foi apontado como responsável por ter deixado Ryan Ribeiro sozinho em casa na madrugada do dia 25 de fevereiro.

Conforme a polícia, alegando ir para o trabalho, o padeiro teria deixado a criança aos cuidados de uma vizinha de 15 anos. A mãe, de 17 anos, não estava em casa. Ela disse à polícia que estava em uma festa de carnaval.

Os três envolvidos apresentaram versões diferentes do caso. A causa da morte seria engasgamento. A criança chegou a ser socorrida pelo Samu, mas não resistiu.

Segundo a Polícia Civil, o homem pode pegar de quatro a 12 anos de prisão.

Versões divergentes
Segundo a polícia, o pai do menino, um padeiro de 25 anos, contou que saiu de casa para trabalhar enquanto aguardava a chegada da mãe do bebê. A jovem tinha ido ao Centro da cidade na noite anterior para curtir o carnaval.

O homem disse ainda saiu para o trabalho já na manhã de terça-feira após ligar para a companheira e ela dizer que estava a caminho de casa. O padeiro teria pedido à vizinha que cuidasse da criança até a chegada da mãe.

A vizinha, no entanto, contou que foi acordada pela mãe do bebê por volta das 6h30. A mãe, segundo o relato, estava nervosa e pediu para que a vizinha tomasse conta do menino, pois precisava sair novamente.

A vizinha disse ainda que, ao entrar na casa do casal, encontrou o bebê enrolado em cobertas e deitado de bruços na cama. Após alguns minutos com o menino, ela percebeu que ele não respondia aos estímulos e, com a ajuda de uma prima, chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A equipe médica tentou reanimar o bebê, que foi encaminhado à Santa Casa de Poços de Caldas. No local, após tentativas de salvar o menino, foi constatada a morte. A polícia foi chamada pelo próprio hospital.

“No local, foram colhidos os relatos de todos e devido a essa falta de informações a respeito dos fatos, achamos por bem encaminharmos todos à delegacia, onde o boletim de ocorrência foi registrado”, explicou o tenente da Polícia Militar, Filipe Furtuoso de Castro.

A jovem, mãe do menino, contou que saiu de casa para o carnaval em comum acordo com o pai da criança e que voltou por volta das 4h. Ela disse que teria encontrado o bebê sozinho, enrolado no cobertor, que teria dado banho e amamentado o filho.

Ainda no depoimento, a jovem afirmou que ligou para o marido por volta das 6h30 e que brigou com ele por ter deixado o menino sozinho em casa. Decidiu deixar o filho aos cuidados da vizinha para ir até a casa de uma amiga. Ao pedir para a colega tomar conta do bebê, a mãe afirma que o menino estava bem.

 

Fonte e foto: G1/EPTV

Faça seu comentário usando o Facebook