Pandemia do coronavírus provoca redução de 34% nos transplantes

Compartilhar

O número de transplantes de rins, fígado, coração e pâncreas registrado em abril de 2020 é 34% menor do que no mesmo período do ano passado. Foram 410 transplantes realizados em abril deste ano ante 617 em 2019. Os números são da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) que relaciona a queda à pandemia do novo coronavírus.

Segundo ele, medo de pacientes e doadores de se contaminarem no deslocamento até os hospitais, falta de leitos específicos em UTIs – já que a maior parte está reservada para pacientes com covid -, dificuldade de acesso às famílias de possíveis doadores, suspensão de vôos comerciais para transportar órgãos e até redução do número de mortes por trauma encefálico devido à queda do número de acidentes durante a quarentena colaboram para a diminuição dos transplantes.

Cirurgias envolvendo córneas e medula óssea foram praticamente paralisadas, com exceção dos casos de urgência. Em estados com menos casos registrados de coronavírus como Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, o impacto foi menor. Mas nas regiões Norte e Nordeste, onde além da alta incidência da covid a estrutura para transplantes é mais precária, a redução passa dos 50%.

 

Fonte: TERRA

 

Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com