Onda Sul FM

Para revista, Grammy privilegia os mais novos e como a industria prejudica Madonna entre outros artistas

O Grammy tem preconceito de idade? Segundo a revista americana Variety, sim. O veículo publicou uma matéria mostrando como a lista de indicados favorece artistas jovens, da nova geração, em detrimento de veteranos com trabalhos consistentes, como Madonna (61 anos), Sheryl Crow (57) e Bruce Springsteen (70).

“A idade definitivamente é mais do que um número quando se trata dos concorrentes ao Grammy: quatro dos artistas indicados em Gravação do Ano não têm idade suficiente para alugar um carro e outros três nasceram depois dos anos 1980. No geral, os nominados não são experientes, a menos que você considere Ariana Grande, Bon Iver e Lana Del Rey, que ganharam destaque nesta década, como veteranos”, diz a revista.

A Variety mostra como até Lady Gaga (33 anos) e Beypncé (38) foram indicadas, mas em geral podiam mais. O álbum de “Nasce Uma Estrela” não recebeu nomeação e o “Homecoming” também não. “Pelo segundo ano, todos os indicados a Álbum do Ano são de artistas com menos de 40 anos. Billy Ray Cyrus, de 57 anos, é o único artista com mais de 40 anos na categoria Gravação do Ano, por sua participação em ‘Old Town Road’ do Lil Nas X”, argumenta a revista, “o ‘Madame X’ da Madonna [ignorado] foi um fracasso comercial, mas pelo menos uniu os críticos polarizados ao notar o quão ousada ela é para uma artista veterana. Esnobada em qualquer categoria neste ano, Madonna amplia sua experiência de nunca vencer em nenhuma das quatro grandes categorias da premiação”.

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA