Parcerias público-privadas vão revitalizar pontos turísticos de Poços

Compartilhar
Recanto Japonês

Lançado no último dia 16, o programa de parcerias público-privadas (PPPs), para privatizações ou concessões dos pontos turísticos de Poços de Caldas, vai revitalizar inicialmente seis espaços. A iniciativa conta com apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Os pontos turísticos que estão em análise são o Véu das Noivas, a Cascata das Antas, a Fonte dos Amores, o Recanto Japonês, o teleférico e o Cristo Redentor. A Secretaria de Turismo aguarda um posicionamento do BDMG sobre cada espaço, para saber quais as melhores opções antes de iniciar negociações juntos a empresas.

Por meio das parcerias, será possível manter e revitalizar os espaços, criando novas possibilidades de atrações nos diversos pontos turísticos. O secretário de Turismo, Ricardo Fonseca, informa que as parcerias com a iniciativa privada não significam que o acesso aos locais serão cobrados, com exceção do teleférico, que já é pago. “Cada exploração de serviço terá sua particularidade. É possível que nem haja cobrança de ingresso nos pontos turísticos”, afirma.

Fonte dos Amores

Fonseca ressalta ainda que a Fonte dos Amores, ponto de partida para a trilha da Serra de São Domingos, não terá acesso restrito. ”O acesso à trilha do Cristo continuará livre e não será restringido”, diz.

 

 

 

 

 

 

Via portaldacidade-poçosdecaldas
Faça seu comentário usando o Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.