Plantada a primeira floresta de bolso de Poços

Compartilhar

Associação Poços Sustentável (APS), implanta projeto Floresta de Bolso e do Parque Linear, nas margens do ribeirão Vai-e-Volta.

O trabalho conjunto entre a iniciativa privada, organizações não governamentais e o poder público em prol da comunidade pode resultar em excelentes resultados. Um exemplo foi a implantação do projeto Floresta de Bolso e do Parque Linear, nas margens do ribeirão Vai-e-Volta, realizado domingo (17), pela Associação Poços Sustentável (APS). Localizado no final da avenida Irradiação, o projeto beneficiará indiretamente toda a comunidade poços-caldense e diretamente os moradores dos bairros Santa Ângela, Vitória e Quisisana. O evento durou toda a manhã e teve a participação de centenas de pessoas, entre voluntários da comunidade, da Alcoa e representantes do poder público, entre eles, o prefeito Sergio Azevedo. Também esteve presente Fábio Abdala, gerente corporativo de Sustentabilidade da Alcoa, representando a Alcoa Foundation.

O sucesso deveu-se às parcerias firmadas pela APS somadas à mobilização da comunidade dos bairros, que abraçou a iniciativa e participou ativamente do plantio de árvores. São parceiros a American Forest e a Alcoa Foundation, por meio de um programa denominado Global ReLeaf, que visa plantar árvores em diversas localidades onde a Alcoa tem operação, responsável pelo investimento de 14 mil dólares para execução das atividades de plantio e manutenção; a prefeitura, que cedeu o espaço e está oferendo todo o suporte, através das Secretarias Municipais de Planejamento, Serviços Públicos, Defesa Social e Esportes; o Departamento Municipal de Eletricidade (DME), que iluminará o espaço, e a Alcoa Poços de Caldas e Rede Brasileira de Jardins Botânicos que doaram as mudas de árvores para o plantio, todas originárias da mata atlântica e com potencial paisagístico, adequadas a projetos de urbanização. A Secretaria de Serviços Públicos doou 80 das 250 mudas plantadas nesta primeira etapa do projeto.

Segundo Paula Marlieri, engenheira florestal e diretora do projeto pela APS, com a implantação da Floresta de Bolso será criado um nicho de floresta que trará mais conforto térmico à região, recriará uma paisagem mais orgânica e integrada ao ambiente urbano e promoverá a alteração da percepção da importância das florestas nas comunidades/bairros, fomentando o cuidado com a natureza entre os moradores. “O projeto proporcionará também um enorme ganho ambiental com o aumento da permeabilização dos solos e retorno de espécies arbóreas nativas da mata atlântica que, por sua vez contribuirá com o aumento da capacidade de infiltração das águas de chuva, minimizando o risco de enchentes, além de proteger o recurso hídrico contra processos erosivos do solo sem cobertura vegetal”, explicou a engenheira.

Ao falar durante o evento, o prefeito Sergio Azevedo destacou a importância da iniciativa, que vem ao encontro dos projetos que estão sendo implantados em toda a cidade visando melhorar a qualidade de vida da comunidade. “Estamos muito felizes e esperamos que esta ação sirva como exemplo para outras empresas e possamos criar novos espaços como este em outros bairros”, destacou.

Em nome da comunidade, falaram dois dos mais antigos moradores da região, Geraldo Luporini e Rosa Maria Cruvinel Navarro, que moram no bairro há 38 anos. “Hoje é um dia especial para nós e só temos que agradecer pelo nosso bairro ter sido selecionado para receber um projeto tão importante, que nos trará tanto benefício, como um ar mais puro”, disse Luporini. “Conclamo os moradores a ajudarem a cuidar deste espaço, adotando cada um uma árvore, e incentivando seus filhos e netos a fazerem o mesmo, garantindo que a Floresta de Bolso e o Parque Linear sejam aproveitados também pelas futuras gerações”.

 

Via jornalmantiqueira
Faça seu comentário usando o Facebook