PM e MP investigam desvio de R$ 2 milhões de servidores em Varginha

Compartilhar

Operação foi deflagrada nesta quinta-feira (22). O prejuízo apurado envolve o Instituto de Saúde dos Servidores Públicos e a denúncia partiu da prefeitura ao fazer uma auditagem.

O Ministério Público estadual e a Polícia Militar deflagraram, na manhã desta quinta-feira (22), em Varginha e Santana da Vargem, no Sul de Minas, operação para investigar desvio de quase R$ 2 milhões do Instituto de Saúde dos Servidores (ISA) municipais.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas duas cidades. Um ex-diretor e um ex-contador do Instituto de Saúde dos Servidores Públicos de Varginha (ISA) são denunciados pela prática dos crimes de peculato ( quando um servidor desvia dinheiro público) e lavagem de dinheiro. O prejuízo aos cofres públicos apurado é de R$1.768.231,66. .

Os ex-funcionários do instituto foram denunciados pela prática de 368 crimes de peculato e três delitos de lavagem de dinheiro. Foram constatados, quanto aos desvios, saques de cheques do instituto em agência da Caixa Econômica Federal, realização de empréstimo pessoal com desconto diretamente na conta do instituto e aumento fraudulento de salários.

Além disso, conforme apurado, os denunciados adquiriam bens móveis e imóveis em nome de terceiros e realizaram benfeitorias em bens próprios.

Prefeitura

A Prefeitura de Varginha divulgou nota, no final da manhã desta quinta-feira,  informando  que a operação de hoje é resultado da denúncia, por mei de uma queixa-crime da administração municipal após auditagem no Isa, e encaminhada no dia 26 de dezembro do ano passado ao Ministério Público estadual .

Ainda segundo a nota, diante das irregularidades encontradas, com aprovação da Câmara Municipal de Varginha, a prefeitura extinguiu o instituto.

Via EM
Faça seu comentário usando o Facebook