Polícia Ambiental de Carmo atende a ocorrência de pesca ilegal

Na tarde de quinta-feira, 16, enquanto a Polícia Ambiental de Carmo do Rio Claror realizava o trabalho de patrulhamento até que em dado momento, uma denúncia anônima chamou a atenção dos policias que deslocaram-se até a margem da Represa de Furnas, nos fundos da Fazenda São Bento.

De acordo com a denúncia, no local haviam duas pessoas praticando pesca predatória com a utilização de redes de emalhar, com a técnica de arrasto.

A Polícia Ambiental, ao chegarem no local depararam-se de longe com a prática criminosa, no entanto ao tentarem forçar uma aproximação com os autores, os mesmos perceberam a movimentação policial e então, abandonaram a rede e pularam na água. Com isso não foi possível realizar uma abordagem direta com os criminosos.

Na margem da represa foram encontrados diversos produtos, entre eles: um saco contendo cinco tilápias evisceradas, duas mochilhas, chinelo, boné, camiseta, marmita de alumínio, par de luvas de algodão, faca com 10 centímetros de lâmina, molho com três chaves, lanterna, estilingue, outra faca com 13 centímetros de lâmina, isqueiro e um celular.

Foto: Polícia Militar
Foto: Polícia Militar

 

Faça seu comentário usando o Facebook
shares