Polícia Civil cumpre mandado de busca e apreensão na Câmara de Passos

Compartilhar

A Operação investiga irregularidades na contratação de serviços e também caixa 2 entre 2013 e 2014.

Na manhã desta sexta-feira a Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Passos. A operação Paper Trail, que investiga irregularidades na contratação de serviços; buscas foram realizadas também em construtora da cidade.

De acordo com os policiais, a suspeita é de possíveis irregularidades na contratação de serviços e também caixa 2 entre 2013 e 2014. Sendo assim, a operação recebeu o nome de ‘Paper trail’, ou ‘trilha de papel’, em tradução livre. Durante as buscas, foram apreendidos documentos, pen drives e computadores na câmara e nos três escritórios da construtora.

Nós recebemos uma notícia solicitando a investigação do extravio desses documentos que dizem respeito ao processo de licitação da reforma e obra de engenharia do plenário da câmara. Durante a investigação, nós notamos que documentos fundamentais que deveriam compor esse processo de licitação de fato não estavam arquivados no procedimento”, explicou o delegado Felipe Capute.

Para isso, a ação contou com a participação de 18 policiais e teve apoio de um helicóptero da Polícia Civil.

Ao aprofundar as investigações, nós tivemos indícios de que tais documentos possivelmente foram propositadamente extraviados ou ocultados. Para assim disfarçar uma suposta fraude naquele processo de licitação“, completou o delegado.

Esses documentos que estão sendo apreendidos. E com autorização do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e acompanhamento do Ministério Público, vão servir para a instrução de inquérito policial em andamento.

Nós estamos investigando primeiro o fato e as circunstâncias dos extravios desses documentos sem imputar, no momento, responsabilidade a ninguém no ato. Então nós não trabalhamos com possibilidade de prisão de ninguém nos próximos dias”, afirmou Capute.

Foto: Helder Almeida
Faça seu comentário usando o Facebook