Onda Sul FM

Polícia foi alertada por professores em operação que prendeu seis por pedofilia

A operação que prendeu seis pessoas por pedofilia em Campos Gerais, nesta terça-feira (26), só foi possível devido a um alerta de professores e funcionários da escola onde a menina de 12 estudava. Segundo a Polícia Civil, a mãe da garota, que aliciava a menina desde os nove anos, está entre os presos.

Ainda conforme a PC, a menina, atualmente com 12 anos, era obrigada a realizar os atos e após isso pedir dinheiro aos abusadores. Os funcionários da escola estranharam o comportamento da garota.

De acordo com o delegado Eduardo Braga, a menina chegava a escola em condições suspeitas. Em geral, conforme ele, ela era acompanhada, dentro de carros de luxo e outros veículos que não condiziam com a família dela.

A mãe da menina deve responder pelo crime de favorecimento à prostituição. Ela ainda terá o agravante de a menor ser sua filha.

Outras cinco pessoas foram presas além da mãe. Um dos homens, que confessou o crime, disse ter pago R$ 50 para tocar os seios da criança. A ação teria acontecido dentro do próprio carro do acusado.

O delegado da PC também afirmou que a menina apresentou particularidades que apenas uma pessoa que já teve relacionamentos íntimos seria capaz de demonstrar.

Já na casa de um dos suspeitos, a polícia encontrou brinquedos e objetos infantis. A presença dos itens chamou a atenção, visto que ele morava sozinho. A PC ainda investiga também o envolvimento de outras pessoas.

Foto: Reprodução/EPTV Sul de Minas

Sociedade atenta

O delegado regional, Thiago Ribeiro Gomes, disse que a comunidade foi essencial para identificar os abusos.

“A sociedade como um todo estar observando o comportamento da criança, o comportamento em um aspecto geral familiar, esse cenário familiar. Observar se os pais são usuários [de drogas], se são dados à prática criminosa. Isso é muito importante, estar informando os órgãos responsáveis por esse tipo de fiscalização para que caso haja uma situação semelhante a essa seja detectado o mais rápido possível”, disse o delegado regional Thiago Ribeiro Gomes.

Os envolvidos foram acusados por estupro de vulnerável. A garota agora está sob os cuidados de uma avó. Entretanto, o Ministério Público deve avaliar de quem será a guarda.

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA