Preço do café tem alta de 2,5% em Nova York e de R$ 10 no Brasil

Compartilhar

No cerrado mineiro a saca chegou a R$ 440 nesta sexta-feira, dia 28

O preço do café arábica na Bolsa de Nova York subiu cerca de 2,5% nesta sexta, dia 28. De acordo com a Safras & Mercado, a valorização internacional fez os preços internos registrarem altas de até R$ 10.

No sul de Minas Gerais, o arábica bebida boa ficou em R$ 430/435 por saca, contra R$ 420/425. No cerrado mineiro, o preço ficou entre R$ 435/440, contra R$ 425/430 do dia anterior.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 350/355, contra R$ 340/345.
O conilon tipo 7, em Vitória (ES), fechou a R$ 285/290 por saca, contra R$ 283/288 do dia anterior.

Cotações internacionais

Os contratos negociados na Bolsa de Nova York com entrega em julho fecharam o dia a 108,25 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 2,5%. A posição setembro fechou a 109,45 cents, alta de 2,6%.

Segundo traders, o mercado foi sustentado pela precaução com o clima frio nas regiões cafeeiras do Brasil na próxima semana. Fatores técnicos contribuíram com os ganhos, com o mercado rompendo resistências e chegando a ter máxima no dia superior a US$ 1,10 a libra-peso.

No balanço da semana, o contrato setembro acumulou uma alta de 8,7%. Já em junho, o mercado acumulou valorização de 2,2% neste vencimento.

Foto Reprodução: Sebastião Afonso da Silva/arquivo pessoal
Fonte: Agência Safras
Faça seu comentário usando o Facebook