Preço dos combustíveis deve ter reajuste a partir de segunda

Compartilhar

Com a divulgação da nova tabela de Preços Médios Ponderados ao Consumidor Final (PMPF), estabelecida pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), empresários de Passos já estão se programando para reajustar o valor dos combustíveis até o fim de semana. De acordo com os profissionais entrevistados, a medida influencia diretamente no cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o que interfere no preço final.

As regras serão obrigatórias a partir do próximo dia 1º de novembro. Em Minas Gerais, o litro da gasolina comum ficou em R$4,70, enquanto a premium chegou a R$6,60. No caso do etanol, R$3,02 foi o preço estabelecido. Já o óleo diesel foi avaliado em R$3,60 e o do tipo S10, em R$3,67.

No posto de combustível gerenciado por César Bueno de Souza, os valores devem subir no início do expediente da segunda-feira, quando a tabela passa a ser obrigatória.

Estamos conversando com os fornecedores para negociar os produtos da melhor forma possível, porque sabemos que tudo já está muito caro. Infelizmente, temos que repassar o aumento para os clientes, porque precisamos manter a empresa, mas sabemos que este tem sido um ano complicado para a economia. Espero que logo isso seja resolvido, até porque temos combustíveis muito caros”, destacou.

Para a proprietária de um estabelecimento do mesmo segmento – que preferiu não ter seu nome divulgado –, as cobranças devem existir para garantir o bom funcionamento do setor. No entanto, ela acredita que os valores são injustos.

É claro que precisamos de fiscalizações e seguir o que mandam as leis, e isso faz com que os preços fiquem mais altos. Temos o nosso lucro, sim, mas também existem inúmeros gastos para manter tudo funcionando. Como consumidora, o que tenho a dizer é que ninguém está pensando no quanto as mudanças podem pesar no nosso bolso”, afirmou a empresária.

Além dos valores determinados pelo Confaz, o preço final dos combustíveis também é influenciado pelas avaliações da Petrobrás, que considera diversos fatores relacionados aos valores brutos e às taxas atribuídas às mercadorias. No caso de produtos comercializados por distribuidoras e postos revendedores, existem ainda as taxas cobradas como parcela pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Fonte; Folha da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Preço dos combustíveis deve ter reajuste a partir de segunda

Comments are closed.