Prefeitura anuncia repasse de mais de 800 mil para o Hospital Santa Lúcia

Compartilhar

O prefeito Sérgio Azevedo e o Secretário de Saúde Carlos Mosconi, anunciaram o repasse de R$ 809.515,52 para o Hospital Santa Lúcia, em forma de adiantamento.

Repasse em forma de adiantamento de extrapolamento de U.T.I

Em entrevista coletiva, realizada na tarde desta terça, 19, o prefeito Sérgio Azevedo e o Secretário de Saúde Carlos Mosconi, anunciaram o repasse de 809 mil 515 reais e 52 centavos para o Hospital Santa Lúcia, em forma de adiantamento. “Desde o início do governo, nós falamos que íamos dar prioridade à saúde e vamos terminar o ano assim. Dentro de Poços de Caldas estamos buscando soluções, para continuar seguindo nesse compromisso”, afirmou o prefeito Sérgio Azevedo.
Em junho, o mesmo foi feito com a Santa Casa, quando a Prefeitura repassou 1 milhão e 239 mil ao hospital, também em forma de adiantamento. “Nós fizemos neste começo de ano, uma avaliação sobre a situação financeira da Secretaria de Saúde. Nós recebemos a Secretaria com uma dívida grande a receber e todos os setores da Secretaria de Saúde têm dinheiro para receber do Estado. Em junho, nós fizemos uma solenidade como esta para repassar recursos para a Santa Casa, estamos agindo com lisura e transparência com relação aos dois hospitais. E a gente quer aproveitar para agradecer porque as coisas aconteceram, apesar de todas as dificuldades”, disse o secretário de Saúde, Carlos Mosconi.
Em Poços, de janeiro a outubro, foram 1.697 cirurgias eletivas realizadas. Destas, 1.244 foram cirurgias oftalmológicas, entre elas as de catarata; 174 cirurgias foram realizadas na Santa Casa e 279 cirurgias no Santa Lúcia. “É a primeira vez em Poços de Caldas que está existindo essa integração plena entre a prefeitura e as instituições hospitalares. Estamos recebendo um valor que o Estado deveria pagar e que a Prefeitura está nos pagando, pela sensibilidade e pela sapiência do prefeito Sérgio Azevedo, do seu vice, Flávio Faria e dos secretários Carlos Mosconi e Flávio Togni de Lima e Silva”, declarou Assad Aun Neto, diretor do Hospital Santa Lúcia.
A dívida do Governo de Minas com a Secretaria Municipal de Saúde de Poços de Caldas é de mais de 16 milhões de reais.
A Câmara Municipal foi representada pelos vereadores: Álvaro Cagnani, Carlos Roberto, Ligia Podestá, Marcelo Heitor, Mauro Ivan, Pedro Magalhães e Lucas Arruda. “Essa questão da saúde é uma questão que angustia muito a gente lá na Câmara também, então estamos aqui para valorizar esse tipo de ação”, disse Arruda.
Também participaram da coletiva: o vice-prefeito, Flávio Faria; o secretário adjunto de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva; o secretário de Governo, Celso Donato; a secretária de Administração, Ana Alice de Souza; o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Carlos de Souza; representantes da diretoria da Santa Casa e da imprensa.

 

Via portaldacidade
Faça seu comentário usando o Facebook