Prefeitura de São João Batista do Glória volta a instalar barreira sanitária no município

Compartilhar

Pela segunda vez desde o início da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura de São João Batista do Glória decidiu bloquear o perímetro urbano para visitantes,e  para isso foram instaladas quatro barreiras sanitárias. Ademais, alguns estabelecimentos comerciais estão fechados 24 horas por dia e há toque de recolher na cidade. A drástica medida foi tomada por meio do decreto municipal 2.237, assinado pela prefeita Aparecida Nilva dos Santos (MDB), a Nilvinha, em razão do aumento exponencial dos casos da covid-19 no município. O documento passou a vigorar oficialmente ontem, 4, com
validade até 13 de agosto.

“Será nossa segunda experiência parecida. Na primeira, foram 55 dias, inclusive com todo o comércio
fechado. Vamos avaliar os próximos dez dias, se a situação ao menos volta à normalidade. Ultimamente, o Glória, por ser um dos principais municípios turísticos da região, passou a ser alvo de visitantes de várias cidades de São Paulo nos finais de semana. Isso nos prejudicou muito, porque parte da nossa população, mesmo que sem perceber, contraiu o vírus de alguns turistas, ou vice-versa. A medida tem
como principal objetivo zelar pela saúde de todos que residem ou não no Glória”, explicou a prefeita

De acordo com o decreto, bares, restaurantes e similares estão proibidos de manter suas atividades no período, sendo permitido apenas o serviço de disque entrega. Academias, espaços de ginástica e afins
também não podem abrir as portas para o público em geral.

O descumprimento das determinações no decreto resultará em multa de um salário-mínimo por dia. Em caso de reincidência, a pena aumenta para dez salários. Entre 20h e 6h, pessoas e veículos não poderão circular nas vias públicas, exceto em casos extremos de doença. Todos os serviços municipais e essenciais à população não estão suspensos.

As lojas comerciais que têm permissão para funcionar, cuja lista consta no decreto, poderão atender o público entre 8 e 18h. Sobre as barreiras sanitárias, Nilvinha revelou que a fiscalização em quatro pontos estratégicos – estradas rurais do Esmeril e Fumal, no entroncamento com a MG-050, e rodovias Glória/ Passos e Delfinópolis – ocorrerá 24 horas por dia com o auxílio de soldados do destacamento da Polícia Militar local.

“Só vai sair ou entrar na cidade quem apresenta motivos que realmente justifiquem o deslocamento. Do contrário, é melhor voltar para casa”, finalizou a prefeita.

Fonte: Folha da Manhã
Faça seu comentário usando o Facebook