Professor encontrado morto em sua residência tinha sinais de violência

Compartilhar

Poços de Caldas, MG – Até o fechamento desta edição, a polícia ainda procurava respostas para a morte do professor aposentado Kajany Cesar Moreira dos Santos, 59 anos. A vítima foi encontrada morta em sua residência, localizada na rua XV de Novembro, com sinais de violência. O filho da vítima, Kajany Gabriel de Paula dos Santos, de 27 anos, é suspeito de ter cometido o assassinato.  O professor é uma pessoa bastante conhecida na cidade, tendo dado aulas de educação física durante muitos anos no Polivalente.

O caso

O Samu chegou primeiro ao local do crime. Eles foram acionados para cumprirem uma internação compulsória da vítima, porém, quando chegaram à residência já constataram a morte do professor aposentado. De imediato a médica do Samu acionou a polícia.

Violência

Quando a polícia chegou deparou com Kajany sem vida e apresentando sinais de violência, tendo um corte profundo no pescoço e possíveis fraturas no braço. A vítima tinha ainda na região genital uma grande quantidade de uma substância esbranquiçada, parecida com sal. O professor também teve os testículos arrancados, esmagados e deixados sobre um banco que estava no mesmo cômodo da casa.  No local ainda foram encontrados uma bermuda, uma mochila, um par de tênis, além de camisa, calça jeans e lenço. Tudo foi apreendido.

Suspeito

O principal suspeito do crime é Kajany Gabriel de Paula dos Santos, filho do professor. Segundo testemunhas, o rapaz morava com o pai e teria problemas mentais. As testemunhas relataram que ambos tinham um relacionamento conturbado e que ele estava morando com uma tia exatamente por causa dos desentendimentos com o pai.

Apreendido

A polícia foi então em busca do suspeito na casa da tia. Ele negou que tenha praticado o crime e disse que o último contato entre ambos havia sido no último dia 30 de novembro. A pedido do delegado Dr. Claysson Brenne, o suspeito foi encaminhado para a delegacia para mais informações.  A perícia foi realizada na casa da vítima e depois ela foi retirada pelo serviço funerário. Não foi divulgado, até o fechamento da edição, o horário de velório e sepultamento de Kajany.

 

Via jornalmantiqueira
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com