(Atualização) Professores de Carmo reivindicam seus direitos em greve pela educação

Compartilhar

Na manhã desta quarta-feira, 11, professores da rede estadual de ensino reuniram-se na E.E. Geraldo Andrade Vilela para debaterem sobre a greve que acontece no Estado de Minas Gerais referente as melhores condições na educação.

Os professores reivindicam seus direitos previstos por lei, são eles: o 13º salário do ano de 2019 que não foi pago para 90% da categoria, o piso salarial, a não redução da cota da FUNDEB que de acordo com os profissionais da educação, essa redução de 25 para 20% desestabilizará ainda mais na educação.

Muito além da questão salarial e a valorização da sua formação, os professores lutam também pelos seus alunos, uma vez que a rede estadual de ensino apresenta sinais de precariedade no que diz a respeito aos materiais escolares, salas de informática, bibliotecas e laboratórios.

Os profissionais da área da educação se comprometeram a repor todas as aulas que os alunos estão deixando de assistir em razão ao movimento pela melhoria e visibilidade na educação.

“Nós professores não estamos felizes com a greve. Nós queríamos trabalhar mas, trabalhar com respeito. Nós queremos que o nossos governantes olhem para a educação com mais respeito, com mais carinho e com mais amor pelas nossas crianças e nossos adolescentes e pelos profissionais da educação também”, exclamou o professor Artur José Oliveira Teixeira de Castro, da E.E. Geraldo Andrade Vilela.

E para chamar atenção sobre a situação, domingo 15/03 haverá panfletagem às 9:00 na praça Maria Goulart,os profissionais da educação fazem um convite a comunidade que faça parte da manifestação.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Portal Onda Sul
Foto: Portal Onda Sul
Foto: Portal Onda Sul
Foto: Portal Onda Sul
Faça seu comentário usando o Facebook
Qual sua reação sobre o post!?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Menu
Right Menu Icon