Onda Sul FM

Quadrilha em Bom Jesus da Penha fechou a rodovia para evitar a chegada da PM

Eles serraram eucaliptos em trevo que liga Bom Jesus da Penha a outras cidades; policiais precisaram combater assaltantes a pé.

Foto: Reprodução

Os criminosos que tentaram explodir caixas eletrônicos em duas agencias bancarias de Bom Jesus da Penha (MG) na madrugada desta quinta-feira (5), serraram eucaliptos próximo ao trevo que liga a cidade a Alpinópolis e Passos para evitar que os policiais chegassem rápido ao local. Tanto que os militares tiveram que combater os criminosos a pé.

“Nós deslocamos rapidamente para o local, deslocamos a pé, esse tipo de intervenção exige uma conduta dessas dos policiais, pelo modo como eles deixaram a agência às pressas, deixando para trás ferramentas, artefatos explosivos, lanternas, que eles estavam utilizando na ação, a gente acredita que eles deixaram o local ao perceberem a presença dos policiais”, disse o sargento da Polícia Militar, Leandro Madeira.

Os criminosos quebraram vidros e deixaram um explosivo em um dos locais, mas não conseguiram levar dinheiro. Segundo a Polícia Militar, câmeras registraram dois carros no Centro da cidade por volta das 2h40. A primeira tentativa foi na agência do Sicoob. Eles quebraram os vidros, mas não conseguiram entrar por conta das grades de proteção.

O grupo, então, seguiu para uma agência do Banco do Brasil. No local, chegaram a colocar explosivos, mas não conseguiram detonar. Os criminosos abandonaram o artefato e saíram da agência.

“Não houve o ligamento entre o pavio e a emulsão, acabou que tornou-se inoperante, foi isso que frustrou também a explosão do caixa eletrônico”, disse o delegado Manoel Francisco Martins Oliveira.

Segundo a Polícia Militar, de sete a 10 homens armados tentaram explodir os caixas eletrônicos. Toda a ação durou 14 minutos. Os assaltantes ainda dispararam vários tiros, que atingiram os postos de luz, a fiação elétrica e algumas casas. Ninguém ficou ferido.

“Eles fazem esses disparos para demonstrar força, intimidar os policiais de chegar e principalmente impedir que curiosos, moradores, possam repassar informações para a Polícia Militar”, disse o sargento.

O Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) esteve na cidade para detonar o explosivo que foi deixado na agência. Os criminosos fugiram sem levar nada.

Via:g1suldeminas
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA