Quase 300 profissionais de saúde estão afastados das funções no Sul de Minas

Compartilhar

Quase 300 profissionais de saúde estão afastado de suas funções nas quatro maiores cidades do Sul de Minas devido à Covid-19. Os motivos são variados: seja por terem testado positivo para doença, por suspeita, por fazerem parte do grupo de risco ou por gravidez, por exemplo.

Em Poços de Caldas, são pelo menos 92 profissionais de saúde afastados. Uma média e uma nutricionista testaram positivo para a doença. Elas estão afastadas e cumprem quarentena. Já outros 70 agentes de saúde estão afastados porque fazem parte do grupo de risco. Outras sete estão afastadas por gravidez.

O Hospital Santa Lúcia informou que não tem profissionais afastados no momento. Já na Santa Casa, 15 funcionários foram afastados por terem mais de 60 anos ou doenças crônicas.

Demissões na Santa Casa

A Santa Casa dispensou 127 funcionários nos últimos dias. A direção do hospital alegou que precisava enxugar o quadro de funcionários para sair do vermelho. O superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, que assumiu a instituição há cerca de 45 dias, disse que o combate ao novo coronavírus não será prejudicado com as demissões.

O Sindicato dos Empregados em estabelecimentos de Serviços de Saúde de Poços de Caldas e região, o Sindisaúde, informou que está acompanhando a situação dos trabalhadores, mas que o sindicato não foi chamado em nenhum momento junto à diretoria atual para negociações ou para esclarecer os critérios de escolha dos funcionários que foram demitidos.

Situação em outras cidades

Em Passos, 84 profissionais foram afastados por fazer parte do grupo de risco. Esse número inclui os que têm mais de 60 anos, cardiopatas e as grávidas.

A cidade tem ainda 75 afastados por atestados médicos, 41 por sintomas gripais ou suspeita de coronavírus, mas nenhum desses casos foi confirmado até o momento e outros 34 estão afastados por algum outro problema de saúde.

Três grávidas estão trabalhando em home office, uma médica e duas enfermeiras. No total, são 183 pessoas afastadas no setor de saúde em Passos.

Em Pouso Alegre, a prefeitura informou que há apenas um profissional de saúde afastado que testou positivo para a Covid-19. Ainda conforme a prefeitura, o profissional já é considerado curado, mas segue em quarentena.

Em Varginha, conforme a Secretaria de Saúde, até o momento 12 profissionais de saúde estão afastados e em monitoramento por síndrome gripal. Desses casos, dois estão internados em investigação por Covid-19 e 10 estão em casa. Ainda conforme a secretaria, números incluem profissionais da rede pública e privada.

Fonte: G1
Faça seu comentário usando o Facebook
Qual sua reação sobre o post!?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Menu
Right Menu Icon