Onda Sul FM

Secretaria abre processo para apurar expulsão de aluno carregado para fora da sala de aula em Paraíso

Caso aconteceu em setembro, em São Sebastião do Paraíso, mas imagens só foram divulgadas agora. ‘Estava sendo provocado’, diz professor.

Secretaria apura caso de aluno que foi tirado de sala de aula em São Sebastião do Paraíso (Foto: Reprodução EPTV)

 

A Secretaria Estadual de Educação abriu um processo administrativo para apurar a forma como um aluno foi expulso de uma sala de aula, em São Sebastião do Paraíso (MG). O caso aconteceu em setembro, mas só agora as imagens do menino sendo retirado da sala foram divulgadas.

Cerca de 35 alunos participavam da aula de matemática. No vídeo, sem áudio, o professor parece debater com um aluno, que está no canto esquerdo da tela. Ele junta o material do adolescente e coloca tudo na mochila. É aí que o menino de 14 anos aparece sendo retirado da sala. O professor pega o estudante no colo e o coloca para fora.

“Eu estava sendo provocado, provocado e provocado pelo aluno, eu retirei esse menino de sala de aula, sem nenhum vínculo de agressão a esse menino”, disse o professor Marcelo Morais.

O fato aconteceu em uma escola estadual no dia 22 de setembro deste ano. Na ocasião, a mãe foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência. Desde então, professor e aluno continuaram frequentando a escola, mas o adolescente trocou de sala. A forma como o aluno foi retirado da aula voltou a ganhar repercussão com as novas imagens divulgadas.

Na última sexta-feira (15), a abertura de um processo administrativo foi publicada no Diário Oficial da União.

“Para apurar o que houve e principalmente, proporcionar ao professor envolvido no caso a sua ampla defesa”, disse o diretor da Superintendência Regional de Ensino de São Sebastião do Paraíso, Alípio Mumic.

Marcelo Morais, que também é presidente da câmara, já responde a um processo judicial. A família do adolescente pede uma indenização de R$ 100 mil por danos morais.

“A família entende que a criança sofreu algum problema de ordem psicológica, eles têm esse entendimento”, disse a advogada da família, Henriette Brigagão.

Um adolescente que estava na sala de aula no dia em que tudo aconteceu, diz que o colega teria provocado o professor. “Estava brincando o tempo todo, conversando e rindo, aí o Marcelo pediu várias vezes para ele parar de conversar, de rir, brincar lá”, disse o aluno.

As imagens internas da escola vão passar por perícia. “O requerido já foi intimado para apresentar contestação, nós estamos aguardando, provavelmente o judiciário vai marcar uma audiência de tentativa de conciliação”, disse a advogada.

“Se ficar consumado que eu tenha que responder por isso, que responda, exonere o meu cargo, paro de dar aula, não tenho problema nenhum, o que eu não vou deixar é que eu saia de casa para dar aula e não consiga dar aula, esse é o meu ponto de vista”, completou o professor.

Caso aconteceu em escola de São Sebastião do Paraíso (MG) (Foto: Reprodução EPTV)

 

Via G1/Suldeminas
Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA