Secretário de Meio Ambiente da prefeitura de Delfinópolis emite pedido de retratação sobre estradas do município

Na semana passada, durante a tarde de terça-feira, 7, foi publicado neste veículo de informação uma matéria a respeito da chuva e seus efeitos ligados principalmente aos complexos de cachoeiras e a precariedade das estradas, o que correlaciona diretamente com a insatisfação do turista e até a produção rural.

Sendo assim, a matéria intitulada “Chuvas causam prejuízo na região da Serra da Canastra” foi postada e em evidência foram colocadas diferentes pronunciamentos a respeito da chuva e suas consequências na região apurada, sendo citadas na matéria as cidades de Delfinópolis, Cássia, São João Batista do Glória, Sacramento e São Roque.

Após isso, Thomaz Assunção Madruga, Secretário Municipal de Meio Ambiente, Turismo, Cultura e Esporte de Delfinópolis via e-mail entrou em contato com a equipe do Portal Onda Sul para que fosse publicado uma retratação em consideração a matéria postada em questão no que diz a respeito das estradas do município de Delfinópolis.

Acompanhe as explicações do Secretário:

“Nesse período as estradas ficam mais escorregadias e com lamas por causa da chuva, a Prefeitura Municipal de Delfinópolis mantém o monitoramento de todas a vias do município, assim resolvendo qualquer interface com o período de chuva, estamos trabalhando com duas linhas de frente dentro no município , ao contrário da matéria não existe ou existiu estradas intransitáveis e muito menos com risco a população ou turistas, apenas tem locais que se aconselha veículos 4×4.” , esclareceu Thomaz.

Além disso, o Secretário também informou que a Prefeita da cidade acompanha todo o trabalho que é realizado na manutenção das estradas bem como está sempre atenta a todas as demandas do município. No seu pedido de retratação, ele também afirma que em nenhum momento o Gabinete da Prefeita recebeu alguma ligação ou e-mail para uma entrevista.

” A mais de 25 anos não temos acidentes fatais em cachoeiras temos guias profissionais e atentos a segurança de cada turista, sem contar o Centro de Apoio ao Turista que passa todas as informações necessárias no período em que os turista ficariam na cidade,no período de do 20 de dezembro às 05 de janeiro recebemos mais de 30 mil”, finalizou o Secretário de Meio Ambiente, Turismo, Cultura e Esporte de Delfinópolis.

 

 

 

Faça seu comentário usando o Facebook
shares