Transplante inédito de pulmão é feito em paciente com coronavírus

Compartilhar

Um transplante duplo pulmonar só havia sido feito, até então, na China. Mas, segundo o jornal argentino Clarin, a primeira operação do tipo em terras ocidentais aconteceu na Itália e foi feita em um paciente infectado pelo novo coronavírus.

O rapaz, de 18 anos, estava internado há dois meses entre a vida e a morte, segundo a publicação, por consequências do vírus. Apesar de não fazer parte do grupo de risco e de não ter nenhuma doença que pudesse agravar seu caso, após alguns dias seus pulmões pararam de funcionar. Para salvá-lo, os médicos italianos decidiram realizar uma cirurgia um pouco complicada de transplante duplo de pulmão. Como já foi confirmado por diversos estudos, o órgão é o mais afetado em casos da covid-19.

A operação foi realizada pelo médico italiano Mario Nosotti, do Hospital Policlínico de Milão, que entrou em contato com o doutor chinês, Jing Yu Chen, do Hospital Wuxi, na China, responsável pela cirurgia em seu país, para pedir orientações.

O transplante foi realizado com o pulmão de uma pessoa que veio a falecer na Itália, mas sem qualquer relação com a covid-19. Agora, “Francisco” (como o paciente é chamado, uma vez que seu nome real não foi revelado) está acordado e respondendo bem ao novo órgão.

Alguns dias depois, outro transplante do tipo foi realizado em Viena, na Áustria. A paciente tinha 45 anos e também estava infectada com o vírus.

A Itália já foi um dos países com o maior número de infectados e mortos pelo coronavírus no mundo. Agora tem 231.139 doentes e contabiliza 33.072 mortes, segundo o monitoramento em tempo real feito pela Universidade Johns Hopkins.

 

Fonte: Exame

Faça seu comentário usando o Facebook