Três cidades do Sul de Minas confirmam primeiras mortes por Covid-19

Compartilhar

Três cidades do Sul de Minas tiveram suas primeiras mortes confirmadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), no boletim atualizado na manhã deste domingo (2). Os óbitos foram em Ibiraci, Delfinópolis e Guapé. Além dos registros, o estado confirmou outras sete mortes, totalizando 10 novos óbitos pela Covid-19.

Assim como no sábado, em uma mudança na forma de divulgação, a SES não informou a atualização dos novos casos confirmados por cidade. Apenas, que foram 2.816 novos registros em todo o estado, sem especificar os municípios.

Até sexta-feira (31), data da última atualização completa, o Sul de Minas tinha 9.578 casos confirmados da doença, com 245 mortes. Com os novos óbitos informados neste domingo, a região tem agora 264 vítimas da doença, totalizando 9.597 registros.

As novas mortes confirmadas, todos de pessoas com comorbidades, foram:

1ª em Ibiraci: Vítima é um homem de 83 anos, que morreu no dia 30 de julho.
1ª em Delfinópolis: Vítima é um homem de 79 anos, que morreu no dia 31 de julho.
1ª em Guapé: Vítima é uma mulher de 77 anos, que morreu no dia 31 de julho.
2ª em Maria da Fé: Vítima é um homem de 84 anos, que morreu no dia 21 de julho.
3ª em Andradas: Vítima é um homem de 86 anos, que morreu no dia 30 de julho.
5ª em Cambuí: Vítima é um homem de 80 anos, que morreu no dia 15 de maio.
6ª e 7ª em Itajubá: Vítimas são homem de 81 anos, que morreu no dia 29, e mulher de 74, que morreu no dia 22 de julho.
9ª em Borda da Mata: Vítima é uma mulher de 68 anos, que morreu no dia 30 de julho.
14ª em Poços de Caldas: Vítima é um homem de 77 anos, que morreu no dia 28 de julho.

Ao todo, Minas Gerais tem 132.801 casos confirmados de coronavírus, sendo 2.891 mortes por Covid-19. Conforme a secretaria, 101.782 pessoas já estão recuperadas da doença.

Divergência de números
Os números de casos suspeitos e confirmados divulgados pela SES-MG têm sido diferentes dos que estão sendo anunciados diariamente em boletins de prefeituras.

Sobre isso, a secretaria informou que assim que o caso suspeito é identificado pelo serviço de saúde, é realizada uma triagem com este paciente de acordo com dados clínicos e epidemiológicos, auxiliando na tomada de conduta de interação ou isolamento domiciliar. O profissional de saúde entra em contato com o CIEVS-Minas ou Unidade Regional de Saúde para discussão do caso.

Definido como caso suspeito, o município preenche um formulário com os dados do paciente denominado RedCap, específico do Ministério da Saúde. Através deste formulário é gerado todo o banco de dados do Coronavírus no Estado.

O COES Coronavírus analisa esse banco de dados diariamente, reclassifica os casos, solicita novas informações ao município e faz o cruzamento dos resultados de exames laboratoriais. Após todo esse trabalho, que é realizado até as 13h do dia corrente, é que os dados estarão tratados para fazerem parte do Boletim Diário.

Dessa forma, é necessário percorrer todo este fluxo de notificação para que os casos sejam incluídos no boletim epidemiológico divulgado pela SES-MG e, por esta razão, divergências pontuais entre os municípios e os casos já computados pela SES-MG, podem ocorrer, tanto em relação a casos suspeitos quanto a casos confirmados.

Faça seu comentário usando o Facebook

One thought on “Três cidades do Sul de Minas confirmam primeiras mortes por Covid-19

Comments are closed.