Onda Sul FM

Três novos radares passam a operar no Sul de Minas, um deles em Pouso Alegre

Três novos radares começaram a multar nesta segunda-feira, 02, na MG-290, entre Pouso Alegre e Jacutinga. Os aparelhos já vinham funcionando em caráter educativo, mas agora passaram a emitir as punições para os motoristas.

Com eles, o trecho de 96 km entre as cidades agora soma 17 radares. O número representa uma média de um a cada 5.650 metros.

No entanto, mesmo com a grande quantidade, o número de acidentes não tem caído no trajeto. Em 2018, foram 12 ocorrências por mês e duas pessoas morrem. Neste ano, a média é a mesma, mas três mortes já foram registradas.

Por isso quem passa pela região pede outras medidas de segurança.

“Sobra radar e falta sinalização adequada, sinalização de solo, que a gente não vê. Falta fiscalização ostensiva, é muito comum a gente trafegar com veículos pesados, incompatíveis com a realidade da rodovia, andando a 10 km/h, gerando uma situação de risco tão grande quanto o excesso de velocidade”, afirma o advogado Otávio Miranda Junqueira.

Para Sérgio Carvalho, é um dos responsáveis pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, uma organização não governamental que promove a educação no trânsito, a única solução para diminuir os acidentes é mudar a engenharia da via, que já está ultrapassada.

“Tem que modernizar a via, tem que tirar os riscos da via. A via, por exemplo, em Inconfidentes, ela tem um trevo há anos em uma curva. E a engenharia proíbe isso, fazer um trevo em uma curva. Então existe os erros de engenharia, erros de planejamento, erro de tudo. E aí, quando não se corrige os erros primários, que nós chamamos na via, o único recurso que cabe é colocar radar para tentar suprir toda essa questão de defeito”, diz.

Faça seu comentário usando o Facebook
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA