Venda de fogos de artifício encerram 2019 com resultado acima do esperado

Compartilhar

Durante entrevista ao G1, o presidente do Sindicato das Indústrias de Explosivos no Estado de Minas Gerais (Sindiemg), Magnaldo Geraldo Filho, afirmou que o setor fechou o ano de 2019 com resultados superiores aos esperados.

Em sua fala ele explicou que grande parte do estoque foi vendido e a parte que sobrou, já está comprometida para a venda. “Os produtos que tínhamos foram vendidos e os que não foram já estão encaminhados para vendas. Superou expectativas, porque apesar do mercado como um todo estar passando por mudanças, por dificuldades, conseguimos não ficar com mercadoria estocada, parada”.

Na região, a cidade onde o setor está mais concentrado é Santo Antônio do Monte, porém os municípios de Lagoa da Prata, Pompéu e Moema, também tem forte influência no setor.

A polêmica em torno da comercialização e a queima de fogos de artifício provém do barulho causado pelo estouro dos rojões que causam desconforto, medo e irritação a animais, idosos e crianças. Alguns municípios brasileiros estão adotando leis de proibição de queima de fogos. Inclusive, em Carmo do Rio Claro essa discussão esteve presente em algumas reuniões da Câmara Municipal onde foi proposto pela mesa dos vereadores que a cidade adotasse a medida de “fogos silenciosos” durante o festival de cores que enfeitaram o céu da Praça Dona Maria Goulart na passagem do ano.

Fonte: Portal Amirt
Faça seu comentário usando o Facebook
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com