Vereador e Prefeitura divergem sobre composição do Comitê da Covid

Compartilhar

Na manhã de hoje o vereador Filipe Carielo foi impedido de participar da reunião do Comitê de Enfrentamento a Covid-19. De acordo com a Prefeitura na última segunda-feira, 01, em reunião via online com o setor jurídico do Município, Associação Comercial e Ministério Público, o Promotor de Justiça, Dr. Cristiano Cassiolato disse que o Comitê deve ser formado por óbvio de pessoas da saúde além de todas as outras áreas da Administração, como Desenvolvimento Econômico, Educação, Assistência Social, Esporte, Turismo, etc.

Dr. Cristiano Cassiolato deixou claro que o debate do comitê deverá ser sempre técnico e não político, por isso, recomendou que não houvesse participação de vereadores nas discussões. A Prefeitura de Carmo do Rio Claro ressalta que o Prefeito Tião Nara também não faz parte do Comitê, justamente para que não haja interferência política dentro das decisões.

Procurado pelo Portal Onda Sul, o vereador Filipe Carielo esclarece que: “Como vereador fui impedido de participar da reunião do comitê de enfrentamento ao coronavírus. A minha intenção foi buscar que o comitê seja mais transparente e democrático nas decisões. Inclusive minha revindicação foi e é para que pelo menos um membro da câmara participe. Temos inclusive vereadores formados na área saúde, que poderiam ser aproveitados tanto como representantes da população, quanto como técnicos na área.

Nessa mesma reunião, em que fui impedido de participar, contou com a participação de agentes políticos que se quer fazem parte do comitê. Lamento a postura pouco transparente da prefeitura. Nós se quer estamos sendo comunicados das decisões, fato que favorece o desencadeamento de informações. Entendo que qualquer órgão que decida a vida da população tem que ter pelo menos um representante da população o compondo. Nesse caso, eu como vereador fui barrado de participar e representar o cidadão no comitê, além da imprensa também ter sido barrada. O que há a esconder de nós?O povo quer saber.”

Faça seu comentário usando o Facebook