Vereadores aprovam criação do Programa Recicla Carmo

Compartilhar

A Câmara aprovou o Projeto de Lei 109/2020 que cria o Programa Recicla Carmo. O objetivo é ampliar e melhorar a eficiência da coleta seletiva no município e regulamentar a coleta e o transporte do material reciclado. Assim, apenas o Poder Executivo ou a Associação credenciada junto ao Poder Público poderá coletar o material nos dias e rotas determinados.

O Presidente da Associação dos Agentes do Meio Ambiente (Recicarmo), Valdemir de Lima, participou da reunião dessa segunda-feira (23). Explicou que, depois de todo trabalho realizado para promover a coleta seletiva e a reciclagem, há indivíduos não credenciadopegando o material. Com a aprovação do PL, pessoas e empresas não credenciadas poderão ser multadas se atuarem nos dias e na rota da coleta seletiva.

Diante da dificuldade apontada por Lima, o vereador Paulo Marcelo Silva (Paulão) sugeriu que, no momento da coleta seletiva, os coletores utilizem um apito para informar que o caminhão da reciclagem está passando. “Vai ser segunda, quarta e sexta? Na segunda, quarta e sexta sai um deles com o apito na mão e as pessoas já sabem que é o pessoal da Recicarmo”, disse.

O vereador Filipe Carielo reuniu-se com os membros da Recicarmo por duas vezes para analisar o projeto antes da aprovação. “O pessoal da Recicarmo, em reunião com a gente e com os representantes da Prefeitura, solicitou algumas alterações. Então, foi muito oportuno a gente pedir que eles se manifestassem”, disse. O PL seria votado em duas deliberações, mas como foi aprovado por unanimidade, Carielo solicitou votação em segunda deliberação na mesma sessão, o que também foi aprovadoDesse modo, o projeto já foi encaminhado para a sansão do prefeito.

A Recicarmo trabalha no município há 17 anos e vem atuando em parceria com a Prefeitura em campanhas para estimular a separação dos lixos seco e molhado. A coleta seletiva já foi implantada em determinados bairros e será expandida para outros no início de dezembro. Todos os interessados em atuar na área precisam procurar a Prefeitura para licenciar a atividade.

Fonte; Carmo do Rio Claro
Faça seu comentário usando o Facebook