Onda Sul FM

Tag: Furnas

Furnas paga R$ 2 mi por uso da água; Carmo do Rio Claro foi a cidade que mais lucrou

Furnas paga R$ 2 mi por uso da água; Carmo do Rio Claro foi a cidade que mais lucrou

4.5 - Carmo do Rio Claro, Cidades, Economia, Minas Gerais, Módulos, Notícias
A usina hidrelétrica de Furnas, subsidiária da Eletrobras, pagou R$2,16 milhões a seis municípios da região, no ano passado. O dinheiro é oriundo da Compensação Financeira pela Utilização de Recurso Hídricos (CFURH). O valor repassado é equivalente a cerca de 7% de toda a energia produzida mensalmente pela usina hidrelétrica, valorada pela Tarifa Atualizada de Referência (TAR). E repartida entre estados e municípios que tiveram parte de seus recursos explorados para fins de geração de energia. A compensação, que é repassada mensalmente, não pode ser usada para pagamento de folha de pessoal ou para quitar dívidas, exceto as contraídas junto à União. Dos valores pagos às cidades no entorno da represa, Carmo do Rio Claro foi a que mais lucrou, ao todo, foram destinados R$908.151,45 aos
Usina de Furnas pagou R$ 12,2 milhões de royalties por uso da água em 2018

Usina de Furnas pagou R$ 12,2 milhões de royalties por uso da água em 2018

5 - Região/MD, Cidades, Economia, Módulos, Notícias, São José da Barra/MG
A usina hidrelétrica de Furnas, em São José da Barra, MG, gerou R$ 12,2 milhões em royalties em 2018. O montante representa 10,7% de todos os royalties pagos nas 12 usinas do Sistema Furnas em todo o Brasil em compensação financeira pela utilização de recursos hídricos. O montante total foi de R$ 113,4 milhões, segundo a empresa. Conforme a Furnas Centrais Elétricas, o montante foi pago pela empresa à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Que distribuiu às administrações estaduais e 106 municípios de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, além de órgãos do Governo Federal. Desde 2007, a companhia pagou cerca de R$ 2 bilhões para a Aneel pelo uso de recursos hídricos para geração de energia em todo o Brasil. Do total dos royalties gerados, 10% foram rep
Prefeitos da Alago cobram explicações sobre baixo nível do Lago de Furnas

Prefeitos da Alago cobram explicações sobre baixo nível do Lago de Furnas

5 - Região/MD, Cidade, Cidades, Módulos, Notícias, Sul de Minas
Prefeitos de cidades banhadas pelo Lago de Furnas exigem explicações para o baixo nível do reservatório. Apesar de a geração de energia ter caído e a quantidade de chuvas aumentado, a água não aumentou proporcionalmente. Os chefes do Executivo, em carta, afirmam afirmam que a água da represa está sendo desviada para abastecer a Hidrovia Paraná-Tietê. A cota máxima do lago, de 99,05% de volume útil, foi atingida em 2011. O vertedouro, então, foi aberto para liberar o excesso. Desde essa época, o fato não foi mais registrado. Também em 2011, a geração média de energia foi de 668 megawatts mensais. A quantidade caiu drasticamente em 2018, chegando a 269 megawatts por mês (-59,7%). Ainda assim, não é possível observar a recuperação do reservatório, que atualmente tem pouco mais de 42% da cap
FURNAS apresenta Plano de Ação Emergencial a agentes públicos de municípios vizinhos à UHE de Furnas

FURNAS apresenta Plano de Ação Emergencial a agentes públicos de municípios vizinhos à UHE de Furnas

9 - Gerais/MD, Carmo do Rio Claro/MG, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias
Especialistas de FURNAS receberam nesta quinta-feira, 28, na Usina de Furnas, agentes públicos de municípios localizados a jusante da barragem do empreendimento. O objetivo foi apresentar o Plano de Ação Emergencial (PAE), que é parte integrante do Plano de Segurança de Barragens, elaborado pela Companhia, para a UHE Furnas e o Dique Piumhi. Os especialistas de FURNAS mostraram as características técnicas e operacionais da usina e da barragem auxiliar de Piumhi. Onde explicaram as diferenças entre o projeto de uma barragem de rejeitos de minério e de uma usina hidrelétrica. Eles apresentaram o estudo de dambreak (ruptura) e tiraram dúvidas para nortear as prefeituras e defesas civis para que as mesmas também estejam cientes de suas responsabilidades junto à população. Todos os Pla
Vida para o Mar de Minas – História do Lago de Furnas

Vida para o Mar de Minas – História do Lago de Furnas

5 - Região/MD, Cidades, Gerais, Minas Gerais, Módulos, Notícias
A represa de Furnas foi criada em 1960 com a finalidade de gerar energia para a Região Sudeste. Para formar o lago de Furnas foram alagadas áreas, em sua maioria de terras férteis. O alagamento deixou milhares de proprietários insatisfeitos; mesmo entre os indenizados, muitos morreram de desgosto. Para diminuir as resistências, foram publicados informes na região afetada, com promessas, além da obrigatória indenização, de estímulos para o multiuso da água, no caso o turismo, náutica, piscicultura, irrigação, etc. Os anos passaram e o local passou a ser denominado Mar de Minas, atraiu milhares de turistas, impulsionou o setor imobiliário, restaurantes, náutica, hotéis e pousadas. O Lago foi eleito, pela Revista Náutica, como um dos 12 melhores lagos doces do Brasil para o esporte de
Cabeça d’água é registrada por turista em Capitólio

Cabeça d’água é registrada por turista em Capitólio

5 - Região/MD, Acidente, Capitólio/MG, Cidades, Módulos, Notícias
Na tarde deste último domingo (3), um turista que estava em Capitólio, MG, registrou em uma das cachoeiras visitadas uma enchente. Além disso, este fenômeno da natureza e conhecido popularmente por Tromba d'água ou Cabeça d’água. O fato aconteceu na Cachoeira da Filó em Capitólio. a cachoeira está localizada próxima a  MG-050. Segundo informações de um site de turismo, a cachoeira está localizada às margens da Rodovia MG-050, km 300, entre os 2 trevos de Furnas é uma boa opção para refrescar nos dias quentes. Com uma queda d’água volumosa de cerca de 15m de altura, caindo sobre um poço profundo e ótimo para banho. Em suma, não há indícios que havia banhistas dentro da cachoeira no momento. Vídeo das Redes Sociais
Cânions de Furnas passa a cobrar entrada e controlar visitas

Cânions de Furnas passa a cobrar entrada e controlar visitas

5 - Região/MD, Capitólio/MG, Cidades, Gerais, Módulos, Notícias
A partir desta sexta-feira (20), o Mirante dos Cânions começa a ter cobrança de uma taxa de visitação. A empresa Cânions de Minas, proprietária de parte da área, informou hoje que fará o controle e segurança do local. A taxa cobrada será no valor de R$ 20. A arrecadação deve ser destinada a realizar melhorias na área de 128 hectares que a empresa possui. Localizado próximo à rodovia MG-050, o mirante é muito visitado, especialmente em época de férias. Ainda conforme as informações, as medidas são visando a segurança dos turistas e a proteção ao meio ambiente. A decisão foi tomada em conjunto com a prefeitura de Capitólio. Também participaram das tratativas os Ministérios Públicos Federal e Estadual, Polícia Rodoviária e Departamento de Estradas e Rodagens.  
Documentário histórico mostra o início do Lago de Furnas e construção da hidrelétrica

Documentário histórico mostra o início do Lago de Furnas e construção da hidrelétrica

5 - Região/MD, Cidades, Cultura, Minas Gerais, Módulos, Notícias
Um documentário do cineasta Jean Manzon, lançado no início dos anos 1960, traz imagens raras da formação do Lago de Furnas. Além disso, mostra também o início do que viria a ser uma das maiores hidrelétricas do Brasil, a denominada Furnas Centrais Elétricas. As tecnologias utilizadas e a construção de uma cidade no entorno do empreendimento também são abordados na película. A região do Lago de Furnas guarda memórias de diversos povos que ali habitaram. São tribos indígenas, trilhas de bandeirantes, fazendas antiquíssimas e quilombos rebeldes. Ainda hoje é possível encontrar pessoas que guardam as histórias desse tempo passado. O documentário apresenta exatamente os momentos do pontapé inicial na nova história da região. Em pouco tempo, formou-se em torno do empreendimento uma cidade
Mirante dos Canyons terá controle de visitação

Mirante dos Canyons terá controle de visitação

5 - Região/MD, Capitólio/MG, Cidades, Entretenimento, Módulos, Notícias
Um dos pontos turísticos mais procurados em Capitólio, o Mirante dos Cânions - localizado próximo à rodovia MG-050 - receberá infraestrutura inicial e terá controle de visitantes. Após o local ser adquirido por empresários, eles investirão no local, tornando assim, apropriado, com seguranças, banheiros, mesas e espaço de lazer. As medidas visam à segurança dos turistas e à proteção ambiental, e foram definidas conjuntamente pela Prefeitura de Capitólio, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Polícia Rodoviária, Departamento de Estradas de Rodagem – DER/MG, Concessionária AB Nascentes e a empresa Canyons de Minas. Ao todo, proprietária do terreno de 128 hectares onde se situa o mirante. A partir do dia 1º de março próximo, os proprietários da área iniciarão um traba
Balsa do Itaci apresenta infiltração; Saiba como está as travessias de balsas no município

Balsa do Itaci apresenta infiltração; Saiba como está as travessias de balsas no município

4.5 - Carmo do Rio Claro, Carmo do Rio Claro/MG, Cidade, Cidades, Módulos, Notícias
A balsa que faz a travessia para o Itapixé está sendo deslocada para dar suporte na travessia. Na manhã desta quinta-feira, 21, foi identificada uma infiltração no porão da balsa do Itaci. Sendo assim, tomou-se a decisão de parar a embarcação imediatamente para não colocar em risco a segurança das pessoas que utilizam a balsa diariamente. Ao tomar conhecimento da situação, o prefeito Tião Nara entrou em contato com Furnas Centrais Elétricas. Falando com o responsável pela manutenção das balsas. A resposta dada por Furnas ao prefeito foi de que o problema na balsa do Itaci deverá ser solucionado até o Carnaval. Com isso, a balsa do Itapixé está sendo deslocada para o Itaci até que o problema seja solucionado e a embarcação volte a operar com segurança. A distância entre Carmo do Ri
© 1999-2019 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA
WhatsApp chat