Search
Close this search box.

Brasil bate recorde de mortes por dengue em 2022

0
COMPARTILHAMENTOS
1
VISUALIZAÇÕES
O Brasil chegou a 987 mortes por dengue este ano, segundo boletim divulgado na última segunda-feira (26) pelo Ministério da Saúde. O número é o novo recorde anual de óbitos pela doença, superando o maior patamar anterior, de 986 mortes, registrado em 2015.
Desde a década de 1980, quando a dengue ressurgiu no País, não se registraram tantas mortes em um único ano.
Como o levantamento considerou os casos registrados até o último dia 17 e ainda há 100 óbitos em investigação, o País ainda pode fechar o ano de 2022 com mais de mil mortes por dengue.

Total de mortes por dengue no Brasil

  • 2008: 561
  • 2009: 341
  • 2010: 656
  • 2011: 482
  • 2012: 327
  • 2013: 674
  • 2014: 475
  • 2015: 986
  • 2016: 701
  • 2017: 185
  • 2018: 201
  • 2019: 840
  • 2020: 574
  • 2021: 246
  • 2022: 978
As mortes este ano já superam em mais de 400% as registradas em todo o ano de 2021, quando houve 244 óbitos.
O Estado de São Paulo se mantém à frente em número de mortes, com 278 óbitos registrados, seguido por Goiás, com 154.

Os cinco estados com mais mortes por dengue em 2022

  • São Paulo: 278
  • Goiás: 154
  • Paraná: 108
  • Santa Catarina: 88
  • Rio Grande do Sul: 66
Em uma evidência de que o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, está se adaptando aos climas mais frios, os Estados da Região Sul aparecem na sequência, completando a lista dos cinco com maior número de mortes: Paraná (108), Santa Catarina (88) e Rio Grande do Sul (66).

Mais casos de dengue

O número de casos prováveis de dengue chegou a 1.414.797, com taxa de incidência de 663,2 por 100 mil habitantes. Houve aumento de 163,8% em relação aos casos do mesmo período de 2021. A região Centro-Oeste teve a maior incidência até agora, com 2.028,4 por 100 mil habitantes. O município brasileiro com mais registros é Araraquara, no interior de São Paulo, com 8.716,1 casos por 100 mil moradores. Já em número absoluto, Brasília lidera com 68.654.
Fonte: Jornal Folha Regional
×