Onda Sul FM

Economia

PIB do agronegócio acumula alta de 1,15% de janeiro a outubro de 2019

PIB do agronegócio acumula alta de 1,15% de janeiro a outubro de 2019

3 - Novidades Texto Pequeno/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O segmento de insumos foi o principal responsável pela alta em 10 meses no ano passado, com expansão de 7,19%, puxado principalmente pelos defensivos O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 1,15% de janeiro a outubro de 2019, segundo levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O segmento de insumos foi o principal responsável pela alta em 10 meses no ano passado, com expansão de 7,19%, puxado principalmente pelos defensivos, fertilizantes, rações e medicamentos, que aumentaram a produção e tiveram melhores preços e faturamento, informa a CNA. Também houve crescimento nos serviços (2,88%) e na agroindústria (2,76%). O setor primário (dentro da porteira) foi o único a ter queda (-4,9
Acordo EUA-China tem efeito limitado para aves e suínos do Brasil

Acordo EUA-China tem efeito limitado para aves e suínos do Brasil

3 - Novidades Texto Pequeno/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) afirma que a demanda chinesa é tão volumosa que pode absorver as exportações de Brasil e dos Estados Unidos A primeira fase do acordo entre Estados Unidos e China deve ter efeitos limitados nas exportações de aves e suínos do Brasil os chineses, avalia o vice-presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin. “Nesse texto, não há menção de redução de cotas ou de tarifas da China à carne dos EUA, embora essas reduções ainda possam acontecer”, disse. “Além disso, houve alguns mecanismos no texto que a China já implementou no Brasil. Por exemplo, falou-se em facilitação de habilitação de plantas dos EUA. No ano passado, nós já tivemos plantas habilitadas via videoconferência”, afirmou, ressaltando a boa relação qu
Inicia nesta segunda-feira o pagamento do Bolsa Família

Inicia nesta segunda-feira o pagamento do Bolsa Família

5 - Região/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Serão repassados R$ 2,5 bi para mais de 13 milhões de famílias Começa nesta segunda-feira (20) o pagamento de janeiro do Bolsa Família para os beneficiários cujo Número de Identificação Social (NIS) termina em 1. O número vem impresso no cartão do programa. Quem tem cartão com final 2 pode sacar o benefício no segundo dia de pagamento, e assim por diante, até o dia 31. Em fevereiro, os primeiros pagamentos serão feitos no dia 12 e seguem até 28. De acordo com o Ministério da Cidadania, serão repassados R$ 2,5 bilhões para mais de 13 milhões de famílias em todo o país. O valor médio do benefício é de R$ 191. Criado em 2003 como programa de distribuição de renda, o Bolsa Família atende a famílias em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 85 por pessoa, e de pobreza,
Soja: Chicago se recupera e fecha em alta seguindo disparada do milho

Soja: Chicago se recupera e fecha em alta seguindo disparada do milho

3 - Destaque/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a sexta-feira com preços mais altos. Em sessão volátil, o mercado sustentou um movimento de consolidação frente às recentes perdas. A forte alta do milho concedeu suporte às cotações. No acumulado da semana, a posição março para o grão caiu 1,72%. Os contratos da soja em grão com entrega em março fecharam com alta de 5,75 centavos de dólar, ou 0,62%, em relação ao fechamento anterior, a US$ 9,29 3/4 por bushel. A posição maio teve cotação de US$ 9,43 por bushel, ganho de 5,75 centavos, ou 0,61%. Nos subprodutos, a posição março do farelo fechou estável a US$ 300,60 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em março fecharam a 33,35 centavos de dólar, alta de 0,32 centavo ou 0,96% na co
Cidades do Sul de Minas apresentam crescimento no setor de construção Civil

Cidades do Sul de Minas apresentam crescimento no setor de construção Civil

3 - Novidades Texto Pequeno/MD, Cidades, Economia, Módulos, Notícias, Sul de Minas
Três cidades do Sul de Minas apresentaram crescimento no setor de construção Civil. São elas: Pouso Alegre, Varginha e Poços de Caldas. O levantamento foi feito pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci-MG). No ano passado, Pouso Alegre apresentou crescimento de 10%, se comparado com 2018. A cidade liberou 1.255 novos alvarás para construção. Varginha aparece em seguida, com 1,2 mil empreendimentos registrados. A terceira posição fica para Poços de Caldas, com 537 empreendimentos. Segundo o setor de planejamento e meio ambiente de Pouso Alegre, um dos motivos para crescimento nesta área é a expectativa econômica. Desta forma, aumentou o número de investimentos para construção de casas e prédios, principalmente de residências multifamiliar, que são lotes c
Sancionado orçamento do Estado para 2020

Sancionado orçamento do Estado para 2020

3 - Destaque/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
A lei estima um deficit de R$ 13,29 bilhões aos cofres estaduais e investimentos de R$ 4,01 bilhões. O governador Romeu Zema promulgou, nesta quinta-feira (16/1/20), no Diário Oficial de Minas Gerais, a Lei 23.579, que contém o orçamento do Estado para 2020. A receita total do Estado estimada para 2020 é de R$ 97,18 bilhões, e a despesa é de R$ 110,47 bilhões, resultando num deficit de R$ 13,29 bilhões. A matéria tramitou na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na forma do Projeto de Lei 1.167/19, do próprio governador, e foi aprovada em 18 de dezembro do ano passado. A principal fonte de arrecadação do Tesouro Estadual é o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que corresponde a 77,10% das receitas com impostos e taxas. Por outro lado, os gastos com pe
Exportações crescem 17,42% na região do Sul de Minas; São Sebastião do Paraíso foi líder na região

Exportações crescem 17,42% na região do Sul de Minas; São Sebastião do Paraíso foi líder na região

3 - Destaque/MD, Cidades, Economia, Módulos, Notícias, Sul de Minas
Conforme os números do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), o volume de exportações na região cresceu 17,42% no comparativo entre 2018 e 2019. No ano passado, ao todo, foram exportados US$183,88 milhões em produtos, enquanto que, nos 12 meses anteriores ao período, o total registrado foi de US$156,60 milhões. No quesito arrecadação por exportação, São Sebastião do Paraíso foi líder na região. Com alta de 79,22%, a localidade passou de US$66,99 milhões em vendas externas, para US$120,06 milhões. Após o resultado, a cidade representou 0,5% das exportações do Estado e ocupou a 40ª colocação no ranking de exportações mineiras. Dentre os produtos paraisenses transportados para fora do país, o principal, representando 92% do comércio exportador, foi o caf
Preço do leite deve subir no curto prazo, diz Cepea

Preço do leite deve subir no curto prazo, diz Cepea

3 - Destaque/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
Alta nos custos de produção, como a soja e milho para ração, e o maior abate de matrizes, gerado pela alta da arroba do boi gordo, devem limitar a oferta do produto A oferta de leite no mercado brasileiro deve seguir limitada em 2020, especialmente no primeiro trimestre. A projeção do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) indica que esse fato pode sustentar o preço pago ao produtor em patamar mais elevado. “Essa perspectiva está fundamentada na possível alta dos custos de produção e no recente maior abate de matrizes”, comenta a entidade em relatório. No caso dos custos de produção, os preços do milho e do farelo de soja, componentes da ração, têm subido no mercado brasileiro. O aumento dos valores do milho está atrelado ao forte ritmo das exportações do cereal. Há t
Café registra mais um dia de queda no preço nesta quarta-feira

Café registra mais um dia de queda no preço nesta quarta-feira

3 - Novidades Texto Pequeno/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho registrou alta e é negociada a R$ 51,70 A saca de 60 quilos do café arábica começou a quarta-feira (15) com queda de 0,57% no preço e é vendida a R$ 491,04 na cidade de São Paulo. Já o café robusta apresentou alta de 1,86% no valor e a saca é comercializada a R$ 298,89 para retirada no Espírito Santo. O açúcar cristal apresentou valorização de 0,48% no preço e o produto é vendido a R$ 73,02 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, subiu 0,36% e a mercadoria é comercializada a R$ 72,46. No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho registrou alta de 0,43% e é negociada a R$ 51,70. Em Campinas, em São Paulo, o produto teve acréscimo de 0,67% no valor e a sac
Valor da produção agropecuária de 2019 atinge recorde de R$ 630,9 bilhões

Valor da produção agropecuária de 2019 atinge recorde de R$ 630,9 bilhões

9 - Gerais/MD, Brasil, Cidades, Economia, Módulos, Notícias
O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) encerrou 2019 com R$ 630,9 bilhões, 2,6% acima do obtido no ano anterior. De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o valor é recorde para a série histórica, iniciada em 1989, superando o VBP de 2017, de R$ 627,1 bilhões. No ano passado, as lavouras geraram um valor de R$ 411,1 bilhões e a pecuária, R$ 219,8 bilhões. Em nota do Departamento de Financiamento e Informação, da Secretaria de Política Agrícola, o Mapa destaca que o ano passado foi marcado pelo crescimento extraordinário do faturamento do milho e o desempenho também excepcional da pecuária, com crescimento real de 9%. Já as lavouras sofreram redução de 0,5%. Destaques Os produtos que mais se destacaram foram algodão, milho, amendoim, banana, bata
© 1999-2020 ONDA SUL - A RÁDIO DO SUL DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS / IA EMPRESA