Search
Close this search box.

Minas Gerais registra recorde no saldo comercial no primeiro semestre de 2024

0
COMPARTILHAMENTOS
81
VISUALIZAÇÕES

Nos primeiros seis meses de 2024, Minas Gerais atingiu um novo recorde no saldo comercial, com superávit de US$ 13,2 bilhões, conforme divulgado pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/Mdic). O resultado representa um aumento de 4,3% nas exportações e uma retração de 2,8% nas importações, em comparação ao mesmo período de 2023. Em junho de 2024, o superávit foi de US$ 2,1 bilhões, com exportações de US$ 3,4 bilhões e importações de US$ 1,3 bilhão.

📱Participe do Canal Portal Onda Sul no WhatsApp

Esses dados estão disponíveis em um painel interativo no site da Fundação João Pinheiro, que visa auxiliar gestores públicos na formulação de políticas baseadas em evidências. O painel permite uma análise detalhada dos valores de exportação, importação, saldo comercial, principais parceiros e produtos comercializados por Minas Gerais entre 2020 e junho de 2024.

Crescimento das Exportações e Queda nas Importações

No comparativo com o primeiro semestre de 2023, as exportações de minérios, principalmente minério de ferro, cresceram 13,2%, representando 34,5% das exportações mineiras. Por outro lado, a retração de 2,8% nas importações foi influenciada pela redução na compra de veículos automóveis (-10%), combustíveis minerais (-14,5%), produtos químicos orgânicos (-37,5%) e adubos (-25,6%), enquanto as importações de máquinas e equipamentos mecânicos aumentaram 13,2%.

Desempenho de Junho de 2024

Comparando junho de 2024 com junho de 2023, as exportações mineiras caíram 4,6% e as importações 8,1%. Minas Gerais manteve-se como o segundo maior exportador do país, com 11,6% de participação, atrás de São Paulo (17,6%). No Brasil, o superávit comercial em junho de 2024 foi de US$ 6,7 bilhões, com queda de 1,9% nas exportações e aumento de 14,4% nas importações.

Destaques e Principais Destinos

Em Minas Gerais, as exportações de café, sementes e frutos oleaginosos (principalmente soja) e açúcares cresceram 24,5%, 14,2% e 10,9%, respectivamente, em junho de 2024 em comparação com junho de 2023. No entanto, houve queda nas exportações de minérios (-1%) e de ferro fundido, ferro e aço (-43,5%). Esses cinco produtos representaram mais de 70% das exportações do mês, com destaque para os minérios (33,3%).

Nas importações, máquinas e equipamentos mecânicos tiveram um crescimento de 51,8%, enquanto as importações de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-39,8%), adubos (-3,2%), veículos automóveis (-49,7%) e produtos químicos orgânicos (-24,4%) diminuíram. Esses cinco produtos totalizaram mais de 50% do valor das importações mineiras em junho de 2024.

A China e os Estados Unidos foram os principais destinos das exportações mineiras em junho de 2024, com participações de 44,8% e 8,3%, respectivamente. Esses países também foram as principais origens das importações, com participações de 24,4% e 13,2%, respectivamente.

Fonte: Agência Minas

Receba as notícias através do grupo oficial do jornalismo da Onda Sul no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nossos administradores poderão fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. Clique no link –> https://chat.whatsapp.com/G42MsF9LiiPILoe68hzHB4

 

×