Search
Close this search box.

MPMG identifica autores de postagens de ameaças de massacre a escolas mineiras em 100% dos procedimentos instaurados

0
COMPARTILHAMENTOS
335
VISUALIZAÇÕES

O Grupo de Atuação Especial de Combate aos Crimes Cibernéticos (Gaeciber) do Ministério Público de Minas Gerais atuou em apoio às Promotorias de Justiça para identificar e prevenir ameaças a escolas e municípios mineiros. A ação foi motivada pelo aumento de postagens ameaçadoras nas redes sociais após um incidente envolvendo crianças em uma creche em Blumenau no dia 5 de abril.

Entre os dias 9 e 20 de abril, o Gaeciber analisou 98 contas e grupos nas redes sociais que mencionavam ataques a escolas. Oito casos foram considerados instigações ou ameaças consistentes e receberam atenção especial. O grupo adotou medidas emergenciais, identificando e localizando 11 adolescentes responsáveis pelas postagens em redes como Instagram, Twitter e TikTok.

A rápida identificação dos responsáveis pelas ameaças e a colaboração entre o Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Educação e órgãos de apoio à criança e ao adolescente foram cruciais para evitar episódios de violência no dia 20 de abril. O promotor de Justiça Mauro da Fonseca Ellovitch, coordenador do grupo, afirma que a atuação continuará para garantir a segurança de alunos, pais, professores e funcionários das escolas.

Fonte: MPMG

×