Search
Close this search box.

Prefeitura de Passos investe em drones para combater a dengue

0
COMPARTILHAMENTOS
392
VISUALIZAÇÕES

A Prefeitura de Passos contratou uma empresa para prestação de serviços de mapeamento aéreo com uso de drones para identificar focos de dengue em caixas de água sem tampa, calhas e marquises.

📱Participe do Canal Portal Onda Sul no WhatsApp

Segundo informações da assessoria de imprensa da administração do município, os equipamentos devem facilitar o trabalho dos agentes de Combate a Endemias, que têm dificuldades em acessar esses locais.

A prefeitura informa que os drones são capazes não só de identificar os focos da doença, mas também realizam o lançamento de uma pastilha de biolarvicida altamente eficiente, que pode perdurar até seis meses a ação deste produto no depósito que contém água parada.

Segundo a Secretaria de Saúde, outra vantagem do serviço é que os drones acessam imóveis que se encontram fechados ou sem moradores e que possuem acessibilidade dificultada, ou ainda em locais de terrenos íngremes, tornando a ação mais efetiva no controle e combate ao mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus no município.

O uso dos drones começou na última terça-feira, 25, nos bairros Jardim Aclimação e Centro, por apresentarem um alto índice de casas fechadas, e Santa Luzia e Recanto da Harmonia, por apresentarem um resultado de médio risco com índice 2,6% de acordo com o último resultado do 2º LIRAa de 2024, abrangendo uma área total de 200 hectares.

De acordo com o diretor de Saúde Coletiva, Bruno Guimarães, a chegada dos equipamentos é de suma importância para conter e eliminar os criadouros de larvas do mosquito Aedes Aegypti e combater a propagação deste mosquito em Passos.

Segundo o diretor, mesmo com o uso de drones como reforço ao combate dengue, para ele, é importante tomar medidas preventivas para evitar a proliferação da doença.

De acordo com o diretor, durante o intervalo das visitas do agente, que é de, aproximadamente, 45 dias, a população deve adote uma estratégia de vigilância, realizando uma inspeção semanal em sua casa por 10 minutos, eliminando ou virando as vasilhas e pratos de plantas, limpando piscinas, calhas e tubulações de escoamento de água, lajes ou qualquer outro recipiente que possa acumular água.

Fonte: Folha da Manhã
Receba as notícias através do grupo oficial do jornalismo da Onda Sul no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nossos administradores poderão fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. Clique no link –> https://chat.whatsapp.com/G42MsF9LiiPILoe68hzHB4
Receba as notícias através do grupo oficial do jornalismo da Onda Sul no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nossos administradores poderão fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. Clique no link –> https://chat.whatsapp.com/G42MsF9LiiPILoe68hzHB4
×